Receita do Google supera expectativas e Alphabet vai recomprar US$ 50 bilhões em ações

Receita foi impulsionada pela recuperação da economia norte-americana e salto dos serviços online

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Alphabet, controladora do Google, divulgou hoje (27) receita trimestral acima do esperado e anunciou recompra de US$ 50 bilhões em ações, impulsionada pela recuperação da economia norte-americana e salto dos serviços online.

As ações da Alphabet subiram cerca de 4,7%, para US$ 2.398,61 no pregão estendido.

LEIA MAIS: Google Tradutor se confunde com termos de significados contraditórios, diz estudo

Os resultados “refletem a elevada atividade do consumidor online e um amplo crescimento na receita de anunciantes“, disse a vice-presidente financeira da Alphabet, Ruth Porat.

As vendas de anúncios do Google aumentaram 32% no primeiro trimestre em comparação com o ano anterior, acima das expectativas dos analistas acompanhados pela Refinitiv. As vendas de serviços de computação em nuvem aumentaram 45,7%, em linha com as estimativas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A receita da Alphabet cresceu 34%, para US$ 55,3 bilhões, acima da estimativa dos analistas de US$ 51,7 bilhões, ou crescimento de 26% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, quando as vendas de anúncios caíram significativamente nas últimas semanas do período por causa da incerteza em torno da pandemia.

O lucro trimestral da Alphabet aumentou 162%, para US$ 17,9 bilhões, ou US$ 26,29 por ação, superando as estimativas de US$ 15,88 por papel. O resultado foi apoiado em parte por ganhos não realizados de investimentos de capital de risco e depreciação mais lenta de alguns equipamentos de data center.

A margem operacional da empresa subiu para 30% pela primeira vez desde a incorporação como Alphabet em 2015, mesmo quando seus custos começaram a aumentar novamente. A Alphabet em 2020 teve o crescimento de vendas mais lento em 11 anos, mas registrou lucro recorde. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: