Reestruturação do Ant Group diminui interesse de investidores por retomada de IPO

VCG/GettyImages
VCG/GettyImages

As ações do Alibaba listadas em Nova York subiram 9,2% ontem (12)

A reformulação do Ant Group imposta por autoridades da China, que vão transformar a companhia em uma holding financeira, parece ter afetado o desejo dos investidores por quaisquer planos da empresa para retomar o que teria sido o maior IPO do mundo.

Vários investidores de Hong Kong e dos Estados Unidos, e outros que observam os mercados da China, disseram que essas ações, incluindo a multa de US$ 2,75 bilhões ao Alibaba Group, parecem limitar as perspectivas da Ant, reduzindo sua esperada lucratividade e valor de mercado.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“Acho que ainda há muitas questões sobre como será a Ant pós-reformulação”, disse Daniel Kern, diretor de investimentos da TFC Financial Management em Boston, cuja companhia tem cerca de US$ 3 milhões em ações do Alibaba por meio de fundos de outras empresas.

As ações do Alibaba listadas em Nova York subiram 9,2% ontem (12), a medida que os investidores veem as mudanças como uma remoção de uma fonte de incerteza para a empresa.

No ano passado, o valor do Ant por ocasião da preparação do IPO foi calculado em US$ 315 bilhões, mas a operação foi cancelada pouco antes da listagem dos papéis em novembro em Xangai e Hong Kong após a ação das autoridades chinesas.

Mesmo antes das notícias da reestruturação da Ant, fontes disseram à Reuters que alguns investidores globais avaliaram a empresa em US$ 200 bilhões, com base em seu desempenho em 2020. A empresa se recusou a comentar sobre planos de IPO e possíveis mudanças em sua avaliação pelo mercado.

William Huston, fundador e diretor de serviços institucionais da empresa independente de consultoria de investimentos Bay Street Capital Holdings, disse que o IPO da Ant sendo banco ou empresa financeira representa uma tese de investimento diferente da Ant sendo fintech.

Huston reduziu a exposição de sua empresa no Alibaba no ano passado de 8% do portfólio para menos de 1%. “Estávamos inicialmente assumindo essa posição pensando que a Ant acabaria fazendo um IPO”, disse Huston. “É uma oportunidade significativamente diferente agora (pós-reestruturação). Não há pressa para investir em um banco.”

Agora, as novas regras impostas pela China parecem restringir a atuação da Ant e seus concorrentes, disse Kevin Carter, fundador do Emerging Markets Internet & Ecommerce ETF. “Não há dúvida de que ocorreu uma significativa limitação do valor de todos esses negócios”, disse Carter, embora tenha acrescentado que todos têm um bom potencial de longo prazo.

Além da reformulação, alguns investidores também estão preocupados com os níveis mais elevados de capital que a Ant terá de manter sendo uma empresa financeira, e o impacto que isso terá no valor da empresa. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).