Uma surpresa vencedora do IPO da Coinbase? O rapper norte-americano Nas

Tim Mosenfelder/GettyImages
Tim Mosenfelder/GettyImages

Nas pode ter embolsado até US$ 206 milhões com a abertura de capital da exchange de criptomoedas

O rapper Nasir Jones, mais conhecido como Nas, emergiu como um vencedor improvável no IPO da Coinbase realizado hoje (14), nos Estados Unidos. Ele é um dos primeiros investidores da empresa e possui uma participação de cerca de US$ 40 milhões. A exchange de criptomoedas atingiu uma avaliação de mais de US$ 100 bilhões em minutos de negociação na Nasdaq.

A empresa de Nas, a QueensBridge Venture Partners, foi uma das primeiras financiadoras da Coinbase, juntando-se à rodada Série B de US$ 25 milhões de captação em 2013, investindo entre US$ 100 mil e US$ 500 mil (a QueensBridge não confirmou o valor específico.) Essa rodada avaliou a exchange em cerca de US$ 150 milhões, de acordo com o Pitchbook – menos de 1% de seu valor hoje.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

No momento do investimento, as ações Série B da Coinbase valiam US$ 1,00676 e a empresa de Jones teria entre 99.239 e 496.642 ações, de acordo com a CoinDesk. Ao preço de US$ 415 que a ação atingiu minutos após o início das negociações, a participação da QueensBridge Venture Partners saltou para um valor entre US$ 41,2 milhões e US$ 206 milhões.

“Vida longa às criptos… na saúde e na doença”, tuitou Jones nesta manhã, poucas horas antes da Coinbase começar a ser negociada.

Quando a QueensBridge investiu na Coinbase, a criptoeconomia ainda era uma indústria nascente e apresentava um risco considerável (ainda representa, para ser justo). Outras importantes exchanges de criptomoedas, como Gemini e Stellar, ainda não haviam sido fundadas. Os outros investidores da Coinbase incluem firmas de risco de primeira linha, como a Andreesen Horowitz – cujo cofundador Ben Horowitz é amigo de Jones – e a Union Square Ventures. Outras celebridades, como o jogador de basquete Kevin Durant, também investiram na empresa.

O portfólio de Jones vai além da Coinbase. Batizado com o nome do projeto habitacional de Nova York onde cresceu, QueensBridge, ela investiu em mais de 100 empresas, incluindo Casper, Dropbox, FanDeul, Parachute, Lyft e Genius, desde sua fundação pelo rapper em 2013. A QueensBridge também investiu na empresa de campainha inteligente Ring em 2014, que foi vendida para a Amazon por US$ 1,1 bilhão em 2018. O próprio Jones embolsou pelo menos US$ 25 milhões com a transação.

“Houve um tempo em que [rappers] não pensavam em investir”, diz Nas. “Acontece que o mundo está se abrindo”, disse Jones à Forbes em 2018.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).