Yara tem lucro menor que o esperado e promete melhor retorno aos acionistas nos próximos trimestres

Hoje (23), a empresa norueguesa do setor de fertilizantes Yara divulgou um aumento menor do que o esperado no lucro trimestral e disse que consideraria mais retornos para os acionistas nos próximos trimestres.

A companhia está observando o aumento dos preços de seus fertilizantes em um momento de alta demanda global por grãos, mas também vê uma alta nos custos de energia em suas fábricas.

LEIA MAIS: Forbes Radar: Usiminas, Nestle, Rio Alto e outros destaques corporativos

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), excluindo itens não recorrentes, aumentou para US$ 585 milhões no primeiro trimestre, ante US$ 504 milhões no mesmo período de 2020 – ficando atrás da expectativa média de analistas de US$ 612 milhões, conforme dados da Refinitiv.

“Vamos considerar mais retornos de caixa nos próximos trimestres, em linha com a política de alocação de capital da Yara“, disse o CEO Svein Tore Holsether em um comunicado. Trigo, colza e outros contratos futuros de produtos agrícolas aumentaram em meio à forte demanda global e às preocupações climáticas para as lavouras dos Estados Unidos.

Mas a Yara, listada em Oslo, também espera pagar US$ 180 milhões a mais pelo gás natural, um componente chave na produção de fertilizantes nitrogenados, no segundo trimestre de 2021 em comparação com o ano anterior, e mais US$ 220 milhões a mais no terceiro. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).