Azul tem prejuízo de R$ 2,8 bilhões no 1º trimestre

Empresa informa que o volume de reservas aumentou mais de 40% nos últimos quatro meses, e espera que essa tendência siga.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Azul reportou hoje (6) um prejuízo líquido de R$ 2,8 bilhões nos primeiros três meses do ano, o que reduziu fortemente a perda em relação ao trimestre anterior, mas ainda mostra um salto frente ao resultado negativo de R$ 317 milhões um ano antes, com a empresa aérea ainda afetada pela pandemia.

“O Brasil claramente foi impactado pela segunda onda da pandemia do Covid-19, mas continuamos vendo progresso no esforço de vacinação”, afirmou a companhia no material do balanço.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“Diversos Estados e Municípios estão reduzindo suas medidas de restrição, o que já afetou positivamente as recentes tendências de reservas. Somente nos últimos quatro meses, o volume de reservas aumentou mais de 40% e esperamos que essa tendência acelere com o avanço da vacinação“, completou. (com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: