Copel diz que compra de parque eólico diversifica portfólio e traz retorno elevado

Kacper Pempel/Reuters
Kacper Pempel/Reuters

A estatal paranaense definiu a compra de um complexo eólico junto à francesa Voltalia anunciada ontem (17)

A estatal paranaense Copel definiu a compra de um complexo eólico junto à francesa Voltalia anunciada ontem (17) como um passo dentro da estratégia do grupo de investir em seus negócios principais no setor elétrico e diversificar a carteira de ativos, defenderam executivos da companhia nesta terça.

A Copel disse na noite de segunda que assinou contrato para adquirir o Complexo Eólico Vilas, em Serra do Mel, no Rio Grande do Norte, em transação avaliada em total de R$ 1,059 bilhão. O empreendimento tem 186,7 megawatts em capacidade.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“Tudo isso faz parte de uma estratégia maior de crescimento…e também de mitigação de riscos hidrológicos”, disse o presidente da elétrica, Daniel Slaviero, em teleconferência para comentar o negócio.

O diretor financeiro da Copel, Adriano Rudek, afirmou que a empresa pretende emitir debêntures para financiar a operação, apontada por ele como negócio com importantes retornos.

“Estamos convictos em ter retornos bem acima do nosso custo de capital, superando os dois dígitos em termos reais”, afirmou ele, ao destacar que a empresa ainda buscará ganhos adicionais no ativo. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).