Entenda a valorização de mais de 300% no ether clássico (ETC)

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Preços da criptomoeda irmã do ethereum (ETH) dispararam na última semana no exterior

A última semana foi ótima para o ether clássico (ETC), que quadruplicou de valor em questão de dias, com investidores migrando para as altcoins (moedas digitais alternativas ao bitcoin).

O preço do ether clássico, um irmão digital da criptomoeda ethereum (ETH), atingiu a máxima histórica de US$ 177,26 na última quinta-feira (6), de acordo com dados do CoinDesk, uma alta de mais de 350% em relação ao seu preço de abertura de US$ 38,67 do dia 1º de maio. Nesta segunda-feira, o ETC era negociado no exterior na faixa dos US$ 118.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Desafios da rede

Os investidores em criptomoedas têm aumentado o apetite pelo ether clássico, empurrando-o fortemente para cima, embora a rede do ativo digital tenha encontrado alguns desafios nos últimos anos.

“O ecossistema ETC não é muito ativo, como demonstrado pelos dados on-chain”, disse Martin Gaspar, analista de pesquisa da CrossTower.

Ainda segundo o especialista, “o número de aportes únicos diários no ETC diminuiu constantemente entre 2018 e 2020, e só recentemente, em 2021, aumentou em meio a uma recuperação mais ampla do mercado de criptoativos, de acordo com dados da BitInfoCharts.”

“Para efeitos comparativos, os usuários ativos diários no ETC estão na casa das dezenas de milhares nas últimas semanas, enquanto os usuários ativos diários no ETH estiveram acima de 900 mil no mesmo período.”

“O ETC também sofreu vários ataques do tipo 51% em 2020, o que sugere que a rede não é muito segura, já que os invasores conseguiram dobrar uma quantidade significativa de ETC”, acrescentou o analista.

Fatores para crescimento

Por outro lado, o preço do ether clássico está sendo impulsionado por uma série de fatores altistas, de acordo com Joe DiPasquale, CEO da gestora de fundos de hedge em criptomoedas BitBull Capital. A altcoin tem subido à medida que na esteira do seu irmão digital, o ether.

“O preço subiu, em parte, devido à especulação da forte alta do ETH e porque os participantes do mercado estão especulando que o ETC terá mais relevância após o upgrade do ETH 2.0”, disse DiPasquale.

Alternativas em alta

Vários analistas citaram a “temporada das alts”, que Gaspar definiu como um período em que os investidores olham para os altcoins em meio ao crescimento lento dos preços do bitcoin, como potencialmente contribuindo para a força recente do ether clássico. “Estamos vendo isso agora, pois o bitcoin permanece em grande parte na faixa de US$ 50 mil a US$ 60 mil”, observou ele.

“A recente valorização do preço das criptomoedas ‘antigas’ e menos sólidas pode ter incentivado os investidores a aderir ao ETC.”

“Em resumo, os investidores estão começando a olhar além das gigantes das criptomoedas para ver o que mais existe no mercado – o que mais eles podem comprar na baixa e segurar até se tornarem milionários”, disse Collin Plume, presidente e CEO da Noble Gold Investments.

Valor sentimental

Além dos fatores acima mencionados, alguns observadores de mercado afirmam que o ether clássico se beneficia de uma espécie de valor sentimental.

John Iadeluca, fundador e CEO do fundo multiestratégia Banz Capital, ajudou a lançar alguma luz sobre essa situação: “Embora o ETC não tenha o calibre tecnológico da maioria das criptomoedas modernas, há um valor sentimental alimentando a especulação que está por trás do atual aumento de preço”, afirmou.

“O ether clássico mantém o blockchain ethereum original e inalterado. Embora obsoleto em relação ao ethereum no que diz respeito à utilidade, o ethereum clássico permanece como um pedaço da história que moldou os atuais mercados de criptomoedas e serviu como um marco dentro da comunidade.” Como resultado, ele tem apelo para alguns dos participantes mais experientes no espaço das criptos, explica Iadeluca.

No entanto, há uma perspectiva otimista para a altcoin. “O ethereum clássico limitou seu suprimento de moedas para 210 milhões, seguindo os passos de seu irmão mais velho, o bitcoin”, disse Plume.

“O ethereum também vai mudar para PoS (Proof of Stake, na sigla em inglês) do PoW (Prova de Trabalho, na sigla em inglês). Isso levará ainda mais o ETC a um clube de elite”, acrescentou.

“O ETC continuará a aumentar e acho que US$ 1 mil é viável, mas seu valor virá de sua exclusividade, não necessariamente utilidade. Se isso é bom ou ruim, depende da perspectiva do investidor”, concluiu Plume.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).