Fed cita risco e deve iniciar debate sobre criptomoedas nos próximos meses

As declarações vieram poucas horas depois de o Tesouro dos EUA propor novos regulamentos sobre o uso de bitcoin.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Eric Gaillard/Reuters
Eric Gaillard/Reuters

O chair do Fed, Jerome Powell, disse que criptomoedas e stablecoins podem trazer riscos potenciais para os usuários e o sistema financeiro

Acessibilidade


O chair do banco central dos Estados Unidos Fed (Federal Reserve), Jerome Powell, sinalizou riscos relacionados a criptomoedas em uma incomum mensagem de vídeo exibida hoje (20), na qual também estabeleceu um cronograma mais claro para o Fed considerar a adoção de uma moeda digital própria.

Destacando os avanços rápidos na tecnologia financeira e os benefícios potenciais envolvidos, Powell disse que criptomoedas, stablecoins e outras inovações “também podem trazer riscos potenciais para esses usuários e para o sistema financeiro mais amplo”.

LEIA MAIS: Arrecadação federal salta 45,2% em abril e tem recorde para o mês

À medida que essa tecnologia avança, “também devemos prestar atenção à apropriada estrutura regulatória e de supervisão. Isso inclui prestar atenção aos inovadores de pagamentos do setor privado que atualmente não estão dentro dos arranjos regulatórios tradicionais aplicados a bancos, firmas de investimento e outras instituições de intermediação financeira”.

Powell disse que o Fed lançará um documento de discussão neste verão (nos EUA) “delineando nosso pensamento atual sobre pagamentos digitais, com um foco particular nos benefícios e riscos associados” ao estabelecimento de uma moeda digital do banco central. O Fed colocará o plano em consulta pública como parte do processo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Powell afirmou que o Fed quer ter certeza de que qualquer moeda digital do banco central forneça benefícios a consumidores e empresas e observou que “até o momento as criptomoedas não têm servido como uma forma conveniente de fazer pagamentos, devido, entre outros fatores, a suas oscilações de valor”.

As declarações de Powell vieram poucas horas depois de o Tesouro dos EUA propor novos regulamentos sobre o uso de bitcoin. Também ocorreram em meio a uma semana volátil na qual os valores das criptomoedas despencaram e o papel desses ativos digitais nos pagamentos envolvendo ataques cibernéticos com ransomware veio à tona durante o fechamento de um grande gasoduto dos EUA.

Ransomware é um tipo de malware utilizado por hackers em ataques que sequestram informações e bloqueiam sistemas. O restabelecimento dos acessos ocorre após pagamento de um “resgate”, por vezes feito com criptomoedas.

O Fed de Boston está trabalhando atualmente com o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, na sigla em inglês) para pesquisar a tecnologia que poderia ser usada numa moeda digital do banco central e divulgará essas descobertas no terceiro trimestre.

Powell e outras autoridades do Fed, entretanto, disseram que pretendem agir deliberadamente para garantir que os benefícios superem quaisquer riscos envolvidos. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: