Hashdex recebe investimento de R$ 135 milhões em rodada series A

Em abril, a gestora lançou o primeiro ETF de ativos digitais na B3, que somou R$ 1 bilhão de patrimônio em uma semana.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Busakorn Pongparnit/GettyImages
Busakorn Pongparnit/GettyImages

Em abril, a gestora lançou o primeiro ETF de ativos digitais na B3, que somou R$ 1 bilhão de patrimônio em uma semana

Acessibilidade


A Hashdex, gestora de recursos focada em criptoativos, anuncia hoje (12) um investimento de R$ 135 milhões em rodada liderada pelo Valor Capital Group, fundo de venture capital, em conjunto com Softbank, Coinbase Ventures e Globo Ventures.

Em abril, a gestora lançou o HASH11, o primeiro ETF de ativos digitais da B3, que replica o NCI (Nasdaq Crypto Index), um índice co-desenvolvido pela gestora brasileira e pela bolsa de valores americana. O valor levantado pela captação anunciada hoje será usado para reforçar a parceria da asset com a Nasdaq.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O ETF entrou no mercado após captar cerca de R$ 600 milhões no IPO (Oferta Pública Inicial). Uma semana depois, o produto já somava mais de R$ 1 bilhão em patrimônio líquido e estava entre os três maiores ETFs da bolsa brasileira.

“Tendo em vista a natureza descentralizada das blockchains, bem como os mecanismos e seus incentivos, há valor criado tanto para os participantes do ecossistema como para os detentores de ativos de cripto”, disse Scott Sobel, sócio-fundador do Valor Capital Group

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Atualmente, a Hashdex conta com mais de 150 mil investidores, incluindo os acionistas do ETF e dos demais fundos da gestora, e é responsável pela gestão de mais de R$ 3,5 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: