Lucro da Sul América cai 23% no 1º trimestre com maiores despesas ligadas à Covid-19

A seguradora e administradora de recursos de terceiros Sul América teve queda no lucro do primeiro trimestre, refletindo maiores custos ligados à Covid19.

A companhia anunciou hoje (11) que seu lucro das operações continuadas de janeiro a março somou R$ 54 milhões, montante 22,8% inferior ao de um ano antes.

LEIA MAIS: Ibovespa descola do exterior e fecha no azul com Vale e alívio no IPCA

“Tivemos custos assistenciais relevantes associados à pandemia”, afirmou a companhia no relatório de resultados, citando despesas assistenciais de cerca de R$ 384 milhões com consultas e exames, além de 30 milhões com pagamento de seguro de vida por mortes ligadas à doença. Desde o início da pandemia, já foram 1.403 óbitos de segurados.

Além disso, a Sul América pagou mais impostos do que no primeiro trimestre de 2020, quando tinha sido beneficiada com pagamento de juros sobre o capital próprio.

As receitas da Sul América com seguros no período foram 5,3% maiores ano a ano, da ordem de R$ 4,9 bilhões, com a expansão em segmentos como planos de saúde, e produtos de previdência mais do que compensando o declínio em gestão de recursos.

O resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado atingiu R$ 146 milhões no trimestre, avanço de 34,9% sobre um ano antes.(Com Reuters)


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).