Pague Menos negocia compra da Extrafarma

Divulgação
Divulgação

O negócio torna a Pague Menos a segunda maior varejista de drogarias do Brasil

A rede de varejo farmacêutico Pague Menos comunicou hoje (18) que está atualmente em negociação para uma potencial transação envolvendo a aquisição da rival Extrafarma, do Grupo Ultrapar. “Não há, contudo, até o presente momento, qualquer contrato vinculante celebrado acerca de uma eventual transação, assim como não há qualquer garantia sobre a efetivação de qualquer negócio entre a companhia e a Extrafama”, acrescentou.

Mais cedo, duas fontes a par do assunto informaram que a rede de varejo farmacêutico Pague Menos fechou na noite de ontem (17) a compra da rival Extrafarma do conglomerado Ultrapar por R$ 600 milhões.

O negócio tornaria a Pague Menos a segunda maior varejista de drogarias do Brasil, atrás apenas da RD, dona das bandeiras Drogasil e Droga Raia. Atualmente, a Pague Menos é a terceira maior cadeia de farmácias.

LEIA MAIS: Global 2000: as maiores empresas de capital aberto do setor de saúde em 2021

A compra da Extrafarma poderá elevar em mais de um terço o número de lojas da Pague Menos, para 1.503 unidades, e reforçar a sua presença principalmente nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, afirmou uma das fontes. A Extrafarma possui 402 lojas.

Segundo as fontes, a Pague Menos, que tem como investidor a gestora de private equity General Atlantic, pagará R$ 300 milhões pela fatia da Ultrapar na varejista quando o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) der o sinal verde ao negócio. O restante será pago nos próximos dois anos, em duas parcelas iguais. Considerando dívida e caixa, o valor total da Extrafarma foi fixado em R$ 700 milhões.

O negócio deve criar sinergias entre R$ 150 milhões e R$ 250 milhões nos próximos 3 anos para o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Pague Menos, principalmente pelo potencial aumento de vendas da Extrafarma, acrescentou uma das fontes.

Esta é a primeira aquisição da rede desde que ela listou suas ações na B3 em agosto. Neste ano, suas ações subiram 19%, com uma performance acima do Ibovespa.

A Ultrapar decidiu vender a Extrafarma em meio a uma grande reorganização de seu portfólio, com o objetivo de se concentrar no setor de óleo e gás. O grupo está em negociações exclusivas com a Petrobras para a aquisição da refinaria Regap, localizada no Rio Grande do Sul. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).