Apresentado por       

Forbes Radar: Apple, Light, TIM, Azul, Even e outros destaques corporativos

Últimas notícias sobre: Petrobras, Amazon, Google, Cpfl, GM, Vale, CCX, Ser Educacional e Gol.

Artur Nicoceli
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (16), empresas anunciam emissão de debêntures. A Tim informou que irá levantar R$ 1,6 bilhão e a Light liquidou sua 22º emissão de títulos de crédito, levantando o montante de R$ 916 milhões.

Vale destacar que a Ambipar comprou a Ecológica Nordeste e a Ecológica Gestão Ambiental, mas os valores envolvidos não foram divulgados. E o Senado votará a MP da privatização da Eletrobras na tarde de hoje (16), às 16h, horário de Brasília.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Petrobras (PETR4)

Em momento de alta demanda por termelétricas devido à crise hídrica, a Petrobras está tomando medidas com potencial de elevar em 36% a oferta de gás natural na comparação com a demanda registrada no primeiro trimestre deste ano, com maior importação e maximização de produção de algumas unidades.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ao ser questionada sobre medidas do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), que exigem maior disponibilidade de gás natural para despacho termelétrico, a Petrobras afirmou à Reuters que a oferta poderia subir para 110 milhões de metros cúbicos diários, com a produção local atualmente maximizada a mais de 46 milhões de m³/dia e a importação de gás natural boliviano elevada ao limite de 20 milhões de m³/dia.

Além disso, a importação de GNL (Gás Natural Liquefeito) em alguns meses deste ano alcançou 14 cargas por mês, mais do que o dobro do visto tem tempos recentes, enquanto a empresa também está ampliando a capacidade do terminal de regaseificação na Baía de Guanabara em 50% com autorização da reguladora ANP.

Dessa forma, o total já adquirido pela Petrobras em 2021 para entrega até setembro é de 67 cargas de GNL, ante 43 e 33 nos anos de 2019 e 2020, respectivamente, segundo informação obtida na empresa, após consulta.

A maior importação de GNL também ocorre diante da parada programada de 30 dias da plataforma do campo de Mexilhão e do gasoduto Rota 1, a partir de 15 de agosto, para manutenção.

A Petrobras também recebeu oferta da norte-americana Excelerate Energy de arrendamento do Terminal de Regaseificação de Gás Natural Liquefeito da Bahia (TR-BA) e instalações associadas, segundo informações publicadas no site da companhia.

Na proposta, única a ser recebida pela petroleira estatal, a norte-americana ofereceu o pagamento de cerca de R$ 3 milhões por mês, ou um total de R$ 92,142 milhões em 30 meses.

Por fim, o conselho de administração da Petrobras autorizou a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária para a eleição de oito cargos no colegiado que haviam sido preenchidos pelo processo de voto múltiplo na reunião do último dia 12 de abril.

Google (GOGL34) e Apple (AAPL34)

O regulador britânico de concorrência afirmou que investigará se o domínio de Apple e Google sobre sistemas operacionais de telefonia móvel, lojas de aplicativos e navegadores da web prejudica consumidores.

A Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA, na sigla em inglês) disse que fará um “estudo de mercado” sobre o assunto para ver se o duopólio efetivo das companhias está sufocando a concorrência ou prejudicando empresas como desenvolvedores de aplicativos.

O Reino Unido está montando uma unidade dedicada dentro do órgão regulador para manter os gigantes da tecnologia sob controle e encorajar a competição digital, mas disse que precisa começar a investigar Apple e Google o mais rápido possível.

“Nosso trabalho contínuo em grandes tecnologias já revelou algumas tendências preocupantes e sabemos que consumidores e empresas podem ser prejudicados se não forem controladas”, disse o presidente-executivo da CMA, Andrea Coscelli, em comunicado nesta terça-feira.

A CMA disse que o novo estudo sobre ecossistemas móveis será mais amplo do que algumas das outras sondagens sobre concorrência que já fez na App Store da Apple e no Privacy Sandbox do Google.

Ambipar (AMBP3)

A Ambipar comunicou comprou a Ecológica Nordeste e da Ecológica Gestão Ambiental. Os valores envolvidos não foram divulgados.

Amazon (AMZO34)

A startup uruguaia de pagamentos dLocal anunciou ontem (15) que fez uma parceria com a Amazon.com que abre caminho para que vendedores internacionais levem seus produtos para o markeplace da gigante norte-americana no Brasil pela primeira vez.

Até agora o site estava restrito apenas para vendedores locais.

Alguns vendedores internacionais já aderiram ao marketplace da Amazon no Brasil e outros vão entrar em um plano de lançamento gradual ao longo dos próximos dias, disse Michel Golffed, vice-presidente sênior da dLocal.

Light (LIGT3)

A Light S.A. comunicou ontem (15) que foi liquidada a 22ª emissão de debêntures simples, da sua subsidiária Light Serviços de Eletricidade. Foram emitidas Debêntures no valor total de R$ 916 milhões, com remuneração em IPCA + 4,7543% a.a. e vencimento em 15 de abril de 2031.

Os recursos das Debêntures serão integralmente destinados à implementação, expansão, renovação ou melhoria de infraestrutura de distribuição de energia elétrica, conforme descrito na escritura de emissão, anunciou a companhia em fato relevante.

Cpfl (CPFE3)

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou ontem (16) aumento de 9,95% na tarifa da RGE Sul Distribuidora de Energia S.A., do grupo Cpfl.

O reajuste tarifário anual da empresa com sede em São Leopoldo (RS) valerá para cerca de 2,9 milhões de unidades consumidoras.

O fator que mais impactou o presente processo tarifário foi o custo com as atividades de distribuição de energia, disse a Aneel em nota.

GM (GMCO34)

A General Motors fornecerá baterias e sistemas de células de combustível de hidrogênio para locomotivas da Wabtec, movimento que estende o alcance da montadora para fora do setor automotivo.

A Wabtec, com sede em Pittsburgh, está desenvolvendo locomotivas movidas por baterias e células de combustível de hidrogênio, em resposta à demanda da indústria ferroviária para eliminar emissões de carbono. Ela produz uma locomotiva elétrica que está em testes e pretende montar uma versão de segunda geração, com entregas a partir de 2023.

De acordo com o memorando de entendimento não vinculante, a GM fornecerá baterias Ultium e células de hidrogênio Hydrotec. Os termos do acordo não foram divulgados.

A bateria Ultium é uma parte fundamental da estratégia da GM para lançar veículos elétricos eficientes e o acordo com a Wabtec ajudará a companhia a distribuir custos de desenvolvimento. A GM também está desenvolvendo um caminhão movido a célula de combustível de hidrogênio com a fabricante de caminhões Navistar.

TIM (TIMS3)

A operadora de telecomunicações TIM anunciou ontem (15) a emissão de R$ 1,6 bilhão em debêntures vinculadas a metas de eficiência no consumo de energia elétrica e na ampliação da cobertura da tecnologia 4G no país.

A companhia afirmou que os recursos obtidos com a emissão dos “Sustainable Linked Bonds” serão usados para financiar ampliação e modernização de redes fixa e móvel em diferentes tecnologias, incluindo o 5G.

A TIM se comprometeu a elevar em 80%, até 2025, a eficiência no tráfego de dados, reduzindo o gasto de energia. A outra meta é levar a tecnologia 4G aos 5.570 munícipios do Brasil até 2023.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Eletrobras (ELET6)

O Senado votará a MP da privatização da Eletrobras na tarde de hoje (16), às 16h, horário de Brasília. A medida que trata da desestatização da companhia está perto do fim de seu prazo de validade, a próxima terça-feira (22), e se não for votada pelo Congresso Nacional, perderá seus efeitos. Se o Senado também alterar alguma parte do texto, a Câmara dos Deputados deverá aprovar novamente, caso não, faltará apenas o aval do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Vale (VALE3)

Credores da Samarco entraram ontem (15) com um pedido na Justiça para que seja negada autorização para a mineradora receber um financiamento adicional de R$ 1,2 bilhão da Vale, sócia da empresa em recuperação judicial.

Em documento entregue à Justiça na última quinta-feira (10), a Samarco afirmou ser fundamental que tenha acesso ao financiamento de suas atividades no curso da recuperação judicial, a fim de preservar sua atividade empresarial. E que uma proposta apresentada por suas sócias teria sido “a mais economicamente atrativa”.

No entanto, credores de grande parte da dívida atual da companhia pediram à Justiça nesta terça-feira que negue o pedido da Samarco e ainda proíba que a mineradora realize qualquer pagamento à Fundação Renova, criada para gerir as reparações do desastre com o rompimento de uma barragem em Mariana (MG), segundo documentos judiciais vistos pela Reuters.

As dívidas da Samarco com detentores de títulos é de cerca de R$ 26 bilhões, enquanto a Vale é credora de R$ 23 bilhões. Os credores de 80% da dívida – excluindo-se as duas sócias – estão por trás do questionamento judicial.

Em sua justificativa, eles argumentam que Vale deu empréstimos bilionários à mineradora nos últimos anos, “no intuito de que a Samarco fizesse frente sozinha aos aportes à Renova, como se apenas ela fosse responsável pelas obrigações socioambientais”.

Os credores ressaltaram ainda que o novo empréstimo junto às sócias, na modalidade DIP, prevê um juros de 9,5% ao ano, enquanto a Vale emite dívida a juros de 3,75% no exterior.

CCX (CCXC3)

O irmão do Eike Batista, Lars Batista, foi multado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) em aproximadamente R$ 44 mil por ter usado informações privilegiadas da CCX, empresa de mineração de carvão do antigo grupo EBX, em 2013. Na época, o anúncio da oferta pública de aquisição de ações, causou uma forte alta nos ativos, antes de o fato relevante ter sido divulgado ao mercado, o que motivou a abertura do processo.

Ser Educacional (SEER3)

A Ser Educacional firmou um financiamento de R$ 200 milhões com a IFC (Internacional Finance Corporation), membro do Grupo Banco Mundial, com o objetivo de fortalecer a estratégia de crescimento e a transformação digital da companhia. O prazo do financiamento será de sete anos, com 11 parcelas semestrais a partir de abril de 2023.

Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4)

O Procon-SP julgou insatisfatória as respostas dadas pelas companhias Azul e Gol referentes a cobrança de tarifas para quem viaja pelo pelo Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP) ser mais cara, se comparado com os aeroportos de Congonhas e Guarulhos.

Segundo o Valor Investe, Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP, afirmou que “as companhias aéreas estão confundindo economia de mercado e livre iniciativa com abusos – o Código Defesa do Consumidor considera prática abusiva a imposição de um custo desproporcional.”

O jornal informou também que a Gol respondeu que só pode oferecer o detalhamento dos preços se o órgão decretar sigilo de informação.

Fertilizantes Heringer (FHER3)

A Fertilizantes Heringer informou à CVM que sabe os motivos pela desvalorização de quase 50% das ações no pregão de ontem (15). O Valor Investe disse que a Heringer justificou ainda que suas ações possuem baixa liquidez, e que movimentos mais acentuados no mercado são normais.

Odontoprev (ODPV3)

A Odontoprev divulgou o Relatório Anual de Sustentabilidade. O documento reflete as conquistas e cuidado da Odontoprev com seus stakeholders, em todos os campos, que se somam ao compromisso da companhia com o pacto global, os princípios de empoderamento das mulheres e os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas).

Even (EVEN3)

A Eeven aprovou o montante de R$ 40 milhões em distribuição de dividendos, referentes ao 1º trimestre, sendo R$ 0,19311758 para cada. Terão direito os investidores a data base de 18 de junho e o pagamento ocorrerá em 30 de junho.

Engie Brasil (EGIE3)

A Engie Brasil resolveu estender em 120 dias a exclusividade concedida à Fram Capital Energy II Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia, visando a continuação do processo de due diligence (processo de investigação de uma oportunidade de negócio) para aquisição da totalidade da participação acionária na Diamante Geração de Energia, empresa controlada da companhia que detém a totalidade dos ativos que compõe o Complexo Termelétrico Jorge Lacerda.

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: