Governo quer estender auxílio emergencial por 2 meses com crédito extraordinário de R$ 12 bilhões

Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

A extensão do programa será custeada por um crédito extraordinário de 12 bilhões de reais a ser enviado ao Congresso

O governo federal planeja estender por mais dois meses o auxílio emergencial de R$ 250, até setembro deste ano, disse à Reuters uma fonte que acompanha o tema.

A extensão do programa será custeada por um crédito extraordinário de R$ 12 bilhões a ser enviado ao Congresso e outros R$ 7 bilhões que já estão disponíveis no orçamento autorizado para o programa.

LEIA MAIS: Auxílio emergencial poderá ser renovado a depender do avanço da pandemia, diz Guedes

De acordo com a fonte, a intenção é usar esses dois meses a mais para fazer uma ponte até a implementação do novo Bolsa Família, que o governo vem estudando. O valor dessa nova versão do programa, no entanto, ainda não foi definido. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).