IPCA-15 acelera para 0,83% em junho, sob impacto de gasolina e energia elétrica

Pilar Olivares/Reuters
Pilar Olivares/Reuters

Frentista abastece carro em posto de gasolina no Rio de Janeiro

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), subiu 0,83% em junho, após alta de 0,44% no mês anterior, impulsionado pelos preços mais altos da gasolina e da energia elétrica, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) hoje (25).

Em 12 meses, a prévia da inflação oficial acumulou alta de 8,13%, bem acima do teto da meta do governo para o ano, que é de 5,25%.

LEIA TAMBÉM: Crise causada por pandemia reduziu classe média na América Latina e Caribe, diz Banco Mundial

Os números vieram em linha com pesquisa da “Reuters”, que apontou alta de 0,86% para o mês e de 8,17% para o ano.

Segundo o IBGE, mais de um terço da taxa de junho foi derivada das altas na gasolina e na energia elétrica, que contribuíram cada uma com 0,17 ponto percentual, nos maiores impactos individuais.

Em junho de 2020, o IPCA-15 registrou alta de 0,02%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).