Premiê britânico deve anunciar adiamento de fim das restrições da Covid

Kenzo Tribouillard/Pool via REUTERS
Kenzo Tribouillard/Pool via REUTERS

Nas últimas semanas houve um crescimento de casos provocados pela variante Delta, que autoridades de saúde acreditam ser 60% mais transmissível

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deve anunciar hoje (14) que o fim das restrições contra a Covid-19 será adiado em várias semanas devido ao receio de um aumento rápido de infecções da variante Delta.

Segundo o roteiro delineado por Johnson em fevereiro, o governo disse que todas as restrições sociais seriam suspensas “não antes” de 21 de junho, quando pubs, restaurantes, clubes noturnos e outros estabelecimentos de hospitalidade poderiam reabrir totalmente.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Mas nas últimas semanas houve um crescimento veloz de casos novos provocados pela Delta, variante descoberta inicialmente na Índia que autoridades de saúde acreditam ser 60% mais transmissível do que a linhagem antes predominante e que cientistas alertam poder desencadear uma terceira onda de infecções.

Johnson não negou as insinuações da mídia de que o fim do lockdown seria adiado em até um mês, dizendo nos últimos dias que há uma “preocupação séria” com as infecções e hospitalizações em alta.

“Continuamos a analisar os dados, nenhuma decisão final foi tomada, e o momento certo de informar sobre o que faremos a respeito da data (21 de junho) é amanhã”, disse Johnson a repórteres após uma reunião do G7 no domingo.

O ministro da Saúde, Ed Argar, disse nesta segunda-feira que acredita que o premiê anunciará mais ajuda para o empresariado se houver um adiamento no relaxamento da abertura ao público. “Sei que, quando ele abordar sua decisão, delinear o que pretende fazer sobre o relaxamento no dia 21, abordará estes pontos também”, disse Argar à Sky News. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).