Produção manufatureira dos EUA acelera em maio com automóveis

REUTERS/Andrew Kelly
REUTERS/Andrew Kelly

O indicador acelerou 0,9% no mês passado, após cair 0,1% em abril, enquanto economistas previam aumento de 0,6%

A produção nas indústrias dos Estados Unidos aumentou mais do que o esperado em maio, à medida que a fabricação de veículos se recupera, mas a escassez de matérias-primas e mão de obra continua prejudicando a indústria de manufatura.

A produção manufatureira acelerou 0,9% no mês passado, após cair 0,1% em abril, informou o Federal Reserve hoje (15). Economistas consultados pela Reuters previam um aumento de 0,6% na produção manufatureira em maio.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A manufatura, que corresponde a 11,9% da economia norte-americana, e vem sendo sustentada por estímulos fiscais em massa, baixas taxas de juros e forte demanda por bens, mesmo com os gastos voltando para serviços em meio a uma situação de saúde pública amplamente melhor. No entanto, a forte demanda está sobrecarregando a cadeia de suprimentos, com escassez de matérias-primas e mão de obra em toda a indústria.

A indústria automobilística foi afetada por uma escassez mundial de semicondutores, o que obrigou algumas montadoras a cortar sua produção. A Hyundai Motor dos EUA disse na segunda-feira que suspenderá a produção em sua fábrica de Montgomery, no Alabama, por uma semana devido à escassez de chips e “continuará a tomar as medidas necessárias para otimizar a produção”.

A Volkswagen disse na semana passada que espera que o aperto na oferta diminua no terceiro trimestre, embora tenha visto os gargalos continuarem no longo prazo.

Excluindo automóveis, a produção manufatureira cresceu 0,5% no mês passado. A recuperação na produção manufatureira junto a um aumento de 1,2% na mineração e um ganho de 0,2% nos serviços públicos impulsionou a produção industrial em 0,8% no mês passado, após um aumento de 0,1% em abril. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).