Raízen protocola pedido de registro para IPO

A expectativa é de que sua estreia movimente cerca de R$ 13 bilhões e se torne uma das maiores empresas listadas na B3.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

A expectativa é de que sua estreia movimente cerca de R$ 13 bilhões e se torne uma das maiores empresas listadas na B3

Acessibilidade


A empresa brasileira de energia Raízen comunicou hoje (3) que protocolou pedido de registro para a realização de um IPO (Oferta Pública Inicial).

Segundo a Reuters, sua estreia deve movimentar cerca de R$ 13 bilhões, uma das maiores da B3, e está planejada para acontecer entre junho e julho. Ainda conforme a agência, a companhia pode ser avaliada em até R$ 100 bilhões.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

No começo desta semana, a joint venture entre o grupo brasileiro de infraestrutura Cosan e a petroleira anglo-holandesa Shell havia divulgado a intenção de entrar com o pedido para o IPO. Contratados pela Cosan no final de março, o BTG Pactual será líder da oferta, enquanto o Citi Group, o Bank of America e o Credit Suisse também irão coordenar a operação.

A Raízen, a maior produtora de açúcar do mundo, também controla uma grande rede de distribuição de combustíveis e é a quarta maior empresa do Brasil em receita. No primeiro trimestre, a joint venture destacou que a moagem da safra foi encerrada com 61,5 milhões de toneladas (+3%) e produção de 8,3 milhões de açúcar equivalente(+7%), como reflexo da melhor produtividade agrícola e com 52% do mix de produção destinado ao açúcar. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: