Reguladores chineses iniciam investigação sobre mercado 'spot' de minério de ferro

David Gray/Reuters
David Gray/Reuters

De acordo com órgãos reguladores, os preços do minério de ferro subiram significativamente e permanecem altos

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China (NDRC, na sigla em inglês) – órgão estatal de planejamento do país – afirmou hoje (21) que está investigando, em conjunto com o regulador do mercado, as negociações “spot” do minério de ferro, e se comprometeu a reprimir movimentos de entesouramento e especulação.

A medida ocorre depois de a NDRC ter dito na última quinta-feira (17) que novas regras para a gestão de índices de preços de commodities e serviços entrarão em vigor em 1º de agosto, visando padronizar a compilação de índices e gerar mais transparência sobre as informações.

LEIA TAMBÉM: Como a Selic impacta os seus investimentos

Durante uma visita à Beijing Iron Ore Trading Center Corporation (Corex), a NDRC e a Administração Estatal para Regulação do Mercado realizaram pesquisas sobre as transações de minério de ferro e as variações de preço neste ano, disse o planejador estatal em um comunicado.

As transações em plataformas de minério de ferro como a Corex, realizadas por meio das telas das corretoras, são utilizadas por vários fornecedores de índices de preços para suas avaliações do mercado.

Alguns desses índices, geralmente publicados por companhias privadas, acabam sendo usados para a liquidação de transações físicas de commodities ou de derivativos em uma bolsa.

Os órgãos reguladores também discutiram hoje (21) a garantia de oferta e estabilidade dos preços de commodities como o minério de ferro, de acordo com o comunicado.

“Os preços do minério de ferro subiram significativamente e permanecem altos, pressionando a produção e operação de empresas de mid e downstream”, afirmou a nota, citando uma reunião realizada pelas autoridades. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).