Bilionário fundador da Nikola paga fiança de US$ 100 milhões para se livrar de acusações de fraude a investidores

Tim Pannell/Forbes
Tim Pannell/Forbes

Fundador da fabricante de caminhões a hidrogênio foi acusado de enganar investidores durante IPO

Trevor Milton, o fundador e ex-presidente da fabricante de caminhões movidos a hidrogênio, Nikola Motor, foi ontem (29) declarado inocente de três acusações de fraude criminal decorrentes de comentários feitos há quase um ano sobre ter enganado investidores do varejo antes e depois da estreia de sua empresa na Bolsa, em junho passado.

O Gabinete do Procurador dos EUA em Manhattan acusou o executivo de fraude em títulos e fraude eletrônica. A Procuradoria alegou que o ex-CEO fez declarações enganosas e falsas sobre a empresa entre novembro de 2019 e setembro de 2020, com intenção de enganar os investidores para que comprassem suas ações.

LEIA MAIS: Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Milton se declarou inocente das acusações, mas foi condenado ao pagamento de fiança de US$ 100 milhões, oferecendo como garantia duas propriedades.

“A fim de impulsionar a demanda dos investidores pelas ações de Nikola, Milton mentiu sobre quase todos os aspectos de seus negócios”, afirmou a procuradora dos EUA, Audrey Strauss, em Manhattan, em entrevista coletiva ontem.

Em uma ação civil paralela apresentada também na quinta-feira, a SEC (Comissão de Valores Imobiliários dos Estados Unidos, em português) acusou Milton de fraude de títulos por declarações falsas e enganosas sobre aspectos essenciais dos negócios de Nikola, incluindo alegar falsamente que a empresa havia obtido “bilhões e bilhões e bilhões e bilhões” de dólares em pedidos confirmados de caminhões, em um podcast lançado em julho passado.

A SEC afirma que a empresa alegou em documentos regulatórios ter “apenas um cliente, cujo pedido de 800 [caminhões] poderia ser caracterizado como vinculativo” no período em que as declarações foram feitas.

Em uma declaração na tarde de ontem (29), um porta-voz da equipe jurídica de Milton informou que o empresário foi “injustamente acusado após uma investigação falha e incompleta” e alegou que o governo “ignorou as evidências críticas e não entrevistou testemunhas importantes”, mas não forneceu mais informações.

As ações da Nikola despencaram 9% na quinta-feira, empurrando as perdas das ações para quase 20% neste ano. Em um comunicado, a empresa sediada em Phoenix, que não foi acusada de delito, observou que Milton não esteve envolvido nas “operações ou comunicações” da empresa desde que renunciou em setembro, e afirmou que cooperou com o governo em todo o inquérito.

“Trevor Milton é inocente; esta é uma nova recaída nos esforços do governo para criminalizar a conduta legal de negócios”, disse a equipe jurídica de Milton em um comunicado. “Todo executivo na América deveria estar horrorizado.”

A Forbes estima o patrimônio de Milton em US$ 1,2 bilhão. O empresário fundou a Nikola em 2014 para construir caminhões movidos a células de combustível de hidrogênio.

“Antes da Nikola produzir um único produto comercial ou obter qualquer receita com a venda de caminhões ou combustível, Milton embarcou em uma implacável campanha de marketing voltada para uma classe de investidores que chamou de ‘investidores Robinhood'”, escreveu a SEC em sua reclamação. “Aproximadamente entre novembro de 2019 e setembro de 2020, as declarações de Milton em tweets e aparições na mídia, individualmente e em conjunto, pintaram uma imagem de sua companhia que divergia amplamente de sua realidade no momento em questão.”

Embora tenha disparado após sua estreia na Nasdaq, as ações da Nikola vem enfrentado dificuldades desde que o especulador Hindenburg, que diz não ser acionista da empresa, publicou um relatório em setembro passado chamando-a de “fraude complexa” e alegando que o então presidente, Trevor Milton, enganou os investidores sobre os negócios. O Departamento de Justiça e a SEC começaram suas investigações sobre a empresa poucos dias depois. Milton desde então renunciou, a montadora GM saiu de uma parceria maciça com a empresa no ano passado e as ações da Nikola despencaram quase 75% em relação a setembro.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).