Bolsas europeias fecham em novas máximas impulsionadas por balanços

Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Fachada da Bolsa de Valores de Londres

As ações europeias fecharam em máximas históricas hoje (29), após fortes balanços de importantes empresas do setor de commodities, da Airbus e de outras companhias, enquanto dados mostrando o sentimento econômico recorde da zona do euro em julho contribuíram para o clima positivo.

O índice pan-europeu STOXX 600 subiu 0,5%, para um novo recorde de encerramento de 460,57 pontos.

LEIA MAIS: Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Royal Dutch Shell, listada no Reino Unido, ganhou 3,8%, e a francesa TotalEnergies avançou 2,2%, depois que ambas as empresas anunciaram recompras de ações, após os preços do petróleo e gás impulsionarem seus lucros.

As mineradoras, setor de melhor desempenho em 2021, saltaram 2,4%, após a Anglo American aumentar seu pagamento aos acionistas para um recorde de US$ 4,1 bilhões. O aumento dos preços da prata e do ouro também impulsionou o setor.

Airbus subiu 0,6%, depois que o maior fabricante de aviões do mundo aumentou fortemente suas previsões para entregas e lucros para o ano cheio.

Fortes balanços trimestrais e o otimismo em torno da reabertura da economia europeia colocam o STOXX 600 em curso de seu sexto mês consecutivo de ganhos, apesar das preocupações persistentes sobre a inflação e a repressão regulatória da China.

“As ações globalmente diversificadas foram as que mais superaram estimativas de lucro por ação, enquanto papéis de empresas de consumo com alta exposição a mercados emergentes”, foram as que menos se destacaram, disse Milla Savova, estrategista de investimentos do BofA, em nota.

Investidores também obtiveram conforto da postura de apoio de bancos centrais depois de o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, dizer ontem (28) que o mercado de trabalho dos EUA ainda tinha “algum terreno a cobrir” antes que fosse hora de começar a retirar o suporte econômico.

Na zona do euro, estimativas da Comissão Europeia mostraram que o sentimento no bloco monetário de 19 países subiu para 119,0 pontos em julho, um recorde desde que os dados começaram a ser coletados, em 1985.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).