Confiança do consumidor no Brasil tem 4ª alta seguida e vai ao nível mais alto em 9 meses, diz FGV

Índice de Confiança do Consumidor avançou 1,3 ponto em julho chegando a 82,2 pontos.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Pilar Olivares/Reuters
Pilar Olivares/Reuters

Comércio no Centro do Rio de Janeiro (RJ)

Acessibilidade


A confiança do consumidor no Brasil chegou em julho ao nível mais alto em nove meses diante da melhora na percepção sobre as expectativas em relação aos próximos meses.

Os dados divulgados hoje (26) pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostraram que seu Índice de Confiança do Consumidor (ICC) avançou 1,3 ponto em julho, na quarta alta seguida, chegando a 82,2 pontos. Esse é o nível mais alto desde outubro de 2020 (82,4 pontos).

LEIA TAMBÉM: Alta nas ações do Snap elevam a fortuna dos fundadores em mais de US$ 2 bilhões

No mês, O Índice de Situação Atual (ISA) perdeu 0,7 ponto, indo a 70,9 pontos, mostrando acomodação da satisfação em relação à situação presente, segundo a FGV.

Já o Índice de Expectativas (IE) aumentou 2,5 pontos, para 90,8 pontos, maior nível desde setembro de 2020.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Há uma melhora das perspectivas futuras, mas o índice que mede a situação atual continua rodando em torno dos 70 pontos, mostrando que apesar do otimismo, os consumidores vêm tendo dificuldade de recuperação financeira, principalmente as famílias de menor poder aquisitivo que tem mais dificuldade de obter emprego, organizar as finanças familiares e sofrem maior impacto do aumento dos preços”, disse Viviane Seda Bittencourt, coordenadora das sondagens, em nota.

“O cenário dos próximos meses vai depender do avanço da vacinação, do controle das novas cepas para que a confiança continue avançando”, alertou ela. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: