Corretora online Robinhood revela salto na receita em documento para IPO

A companhia planeja se listar na Nasdaq com o código "HOOD".

Redação
Compartilhe esta publicação:
djgunner/Getty Images
djgunner/Getty Images

Segundo a empresa, a receita para o ano encerrado em 31 de dezembro de 2020 aumentou para US$ 959 milhões

Acessibilidade


A Robinhood Markets, corretora online no centro do frenesi recente envolvendo investidores de varejo de Wall Street, divulgou hoje (1) a documentação para a sua oferta inicial de ações, um dos IPOs (Oferta Pública Inicial) mais esperados do ano.

A empresa com sede em Menlo Park, Califórnia, que sofreu uma multa de US$ 70 milhões de reguladores nessa semana por falhas sistêmicas e fornecimento de informações falsas e enganosas, teve um salto de 245% na receita em 2020, de acordo com o documento, beneficiada pelo aumento nas negociações por cidadãos norte-americanos presos em casa por causa da Covid-19.

LEIA MAIS: Robinhood pagará US$ 70 milhões por prejudicar clientes e falhas de supervisão, diz regulador

A receita para o ano encerrado em 31 de dezembro de 2020 aumentou para US$ 959 milhões, disse a empresa. O lucro líquido foi de US$ 7 milhões, em comparação com um prejuízo de 107 milhões um ano antes.

Nos três meses encerrados em 31 de março, a receita total disparou 309% em relação ao mesmo período do ano anterior, para US$ 522 milhões.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Robinhood, que planeja se listar na Nasdaq com o código “HOOD”, havia apresentado em março planos confidenciais aos reguladores para uma oferta pública inicial dos EUA.

A decisão de abrir o capital da Robinhood ocorre meses depois que a empresa se viu no centro de um confronto entre uma nova geração de investidores de varejo e os fundos de hedge de Wall Street no final de janeiro.

A empresa foi fundada em 2013 pelos colegas de quarto da Universidade de Stanford Vlad Tenev e Baiju Bhatt. Sua plataforma permite que os usuários façam transações ilimitadas sem comissões em ações, ETFs, opções e criptomoedas.

Em dezembro, a Reuters relatou que a Robinhood escolheu o Goldman Sachs Group para liderar os preparativos para um IPO, que pode valorizá-la em mais de US$ 20 bilhões. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: