Forbes Radar: Hypera Pharma, CBA, BBM Logística, Hapvida e outros destaques corporativos

No Forbes Radar de hoje (12), investidores que tiverem interesse em comprar ações da Companhia Brasileira de Alumínio tem até o final do pregão desta segunda-feira para selecionar os papéis. Ao mesmo tempo, também começa às 9h, horário de Brasília, a reserva de ativos da Unifique e Armac.

Ainda no universo das ofertas, a BBM Logística adiou a precificação de sua oferta restrita primária e secundária para hoje, o Grupo Soma fará oferta primária de R$ 750 milhões para comprar Grupo Hering e a 3tentos (TTEN3) estreia nesta segunda-feira na B3.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Hypera Pharma (HYPE3)

A Hypera Pharma fechou acordo para a aquisição da desenvolvedora e comercializadora de dermocosméticos Bioage, segundo comunicado da companhia enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) na última quarta-feira (8), que não traz detalhes sobre os valores envolvidos na operação.

A Bioage, que usa ingredientes ‘cruelty-free’ e sustentáveis na fabricação de seus produtos, registrou faturamento de R$ 80 milhões em 2020. A empresa tem atualmente uma plataforma para atendimento direto ao consumidor e 55 franqueados regionais.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras informou na última quinta-feira (9) que, em conjunto com a Sonangol Hidrocarbonetos, iniciou a etapa de divulgação para venda da totalidade da participação de ambas no bloco exploratório terrestre POT-T-794, pertencente à concessão BT-POT-55A, localizada na Bacia Potiguar, no Estado do Rio Grande do Norte.

A operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio, redução do endividamento e à melhoria de alocação do capital da Petrobras, “passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra-profundas”, lembrou a estatal em fato relevante.

A Petrobras detém 70% de participação e a Sonangol, operadora da concessão, detém os demais 30% de participação.

Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3)

As reservas de ações da CBA (Companhia Brasileira de Alumínio) para pequenos investidores terminam hoje (12). A empresa definiu o intervalo indicativo de preço por ação entre de R$ 14 e R$ 18.

Considerando o preço médio de R$ 16, a empresa pode levantar cerca de R$ 2 bilhões. O preço será fixado amanhã (13), e a estreia está prevista para a próxima quinta-feira (15).

Unifique (FIQE3)

Começa também nesta segunda-feira (12) a reserva de ações para pequenos investidores. A companhia definiu o intervalo indicativo de preço por ação entre R$ 8,41 e R$ 10,49. Considerando o preço médio de R$ 9,45 e a oferta-base de 95,1 milhões de ações, a empresa pode levantar cerca de R$ 898,9 milhões.

O preço será fixado em 23 de julho, e a estreia está prevista para 27 de julho.

Armac (ARML3)

Nesta segunda-feira (12), os investidores que tiverem interesse em ações da Armac podem começar a reservar os ativos da companhia. A empresa definiu o intervalo indicativo de preço por ação entre R$ 13,30 e R$ 16,63.

Considerando o preço médio R$ 14,96 e a oferta-base de 68,5 milhões de ações, a empresa pode levantar cerca de R$ 1 bilhão. O preço será fixado em 23 de julho.

A Armac está com estreia prevista na B3 para 28 de julho.

BBM Logística

A BBM Logística adia a precificação de sua oferta restrita primária e secundária para hoje (12). Segundo fato relevante da empresa, a decisão foi tomada por causa das “condições de mercado”.

Grupo Soma (SOMA3) e Grupo Hering (HGTX3)

O Grupo Soma, varejista da Farm, fará um follow-on (oferta restrita) de 46 milhões de ações. Se considerado o fechamento da última quinta-feira (8), de R$ 16,30, a operação captaria R$ 750 milhões. O montante será usado para subsidiar a aquisição da Cia. Hering.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Hapvida (HAPV3)

A Superintendência-Geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aproou a aquisição de 100% do capital social da empresa Premium Saúde pela Hapvida.

A Premium Saúde é operadora de planos de saúde médicos e hospitalares com focos em Brasília, Belo Horizonte e Montes Claros, cidade de Minas Gerais.

Rede D’Or (RDOR3)

A Rede D’Or adquiriu uma parcela (51%) do Proncor Unidade Intensiva Cardiorespiratória, em Campo Grande (MS), avaliado em R$ 290 milhões.

GPS (GGPS3)

A controlada do GPS In-Haus concluiu a aquisição da Loghis Logística e Serviços. A operação foi anunciada em maio e concluída por cerca de R$ 23 milhões.

Movida (MOVI3)

A Movida informou que o valor pago em JCP (juros sobre capital próprio) foi alterado de R$ 0,0907 para R$ 0,0905.

Copel (CPLE6)

A Copel Telecom, braço de telecomunicações da Companhia Paranaense de Energia, recebeu o aval do Cade para ser vendida ao Bordeaux. O valor total desse negócio é de cerca de R$ 2,39 bilhões.

A Bordeaux atua no setor de telecomunicações controlando a empresa Sercomtel com sede no Paraná e atividades de telofonia móvel.

Dasa (DASA3)

A Dasa anunciou a aquisição do Hospital Paraná, em Maringá (PR). A operação é a estreia da rede hospitalar da Dasa no Paraná. A aquisição ainda está sujeita à aprovação dos órgãos reguladores. Após a conclusão,a Dass contará com 16 unidades, totalizando 3.784 leitos.

BK Brasil (BKBR3)

O BK (Burger King) Brasil fechou acordo com a Vinci Partners para assumir a operação da Domino’s no Brasil. A Vinci, que liderou o processo de expansão do BK no Brasil até o IPO, receberá 16,4% das ações do Burger King.

A preços de mercado, a fatia que os sócios da Domino’s receberão em ações do BK vale R$ 621,4 milhões, ou 16,4% das ações ordinárias do Burger King.

De acordo com o fato relevante, “no segmento de Quick Service Restaurants, a categoria de Pizzas é a segunda maior no Brasil (atrás apenas de Hambúrgueres), representando uma fatia de R$ 4 bilhões e que cresceu cerca de 10%, entre 2010 e 2019.”

Azul (AZUL4)

A Azul anunciou os resultados preliminares de tráfego de junho de 2021. Segundo a companhia, o RPKs (tráfego doméstico de passageiros, na sigla em inglês) recuperou 96,6% dos níveis de 2019, enquanto a ASKs (capacidade doméstica, na sigla em inglês) recuperou 101%, resultando em uma taxa de ocupação de 79%.

Iguatemi (IGTA3)

A Iguatemi Empresa de Shopping Centers informou que seu conselho de administração aprovo a nomeação de Fabio Hironaka Bicudo, Fernando Fontes Iunes e Renata Bartoli de Noronha Soares como membros do comitê especial independente constituído para a reorganização societária que envolverá a incorporação das ações da companhia pela Jereissati Participações.

Dotz (DOTZ3)

A Dotz divulgou a evolução das métricas operacionais do 2º trimestre de 2021. A empresa apresentou um crescimento de 49,6 milhões na base de usuários; e um crescimento de 70% no GMV (volume bruto de mercadoria, na sigla em inglês) em relação ao 2º trimestre de 2020 e 67% se comparado o primeiro semestre de 2021 contra o do ano passado.

Espaçolaser (ESPA3)

A Espaçolaser aprovou a realização da 1ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em até 2 séries, da espécie com garantia real, com prazo de vencimento de três anos contados da data de sua emissão.

A Emissão será composta por 250 mil debêntures, com valor unitário de R$1 mil, totalizando, assim, R$250 milhões, as quais serão ofertadas com esforços restritos de colocação.

PetroRio (PRIO3)

A Petro Rio informou que a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) aprovou a cessão da participação de 28,6% no Bloco BM-C-30 (Campo de Wahoo) para a PetroRio, adquirida da Total E&P do Brasil Ltda.

Com a transação, realizada em 4 de março, a PetroRio passa a deter 64,3% do Campo, e visa a criação de um segundo cluster de produção através da interligação de Wahoo a Frade. De acordo com o relatório de certificação de reservas da DeGolyer & MacNaughton realizado em 2021, o Campo de Wahoo possui aproximadamente 125 milhões de barris classificados como recursos 1C, além de aproximadamente 7 milhões de barris 1C a serem adicionados ao campo de Frade.

Aura Minerals (AURA33)

A Aura Minerals decidiu interromper temporariamente as operações de sua mina de San Andres, em Honduras, como resultado de bloqueios ilegais realizados por um pequeno grupo de indivíduos de uma comunidade local. Uma investigação está sendo conduzida com o objetivo de entender suas demandas.

De acordo com o fato relevante, “a companhia também está trabalhando com as autoridades locais para retomar as operações em segurança.”

Light (LIGT3)

A Light comunicou que sua controlada Light Serviços de Eletricidade adquiriu energia no Leilão de Energia Nova A-3
e no Leilão de Energia Nova A-4. Foram contratados os montantes de 69,99 MWmédios, ao preço médio de R$165,11/MWh, com início de fornecimento em janeiro de 2024 no Leilão A-3, e 74,71 MWmédios, ao preço médio de R$174,62/MWh, com início de fornecimento em janeiro de 2025 no Leilão A-4.

De acordo com fato relevante, “o resultado confirma o compromisso da companhia com a compra de energia de fontes renováveis com preço atrativo. Além disso, irá substituir contratos atualmente em vigor que possuem vencimento
em dezembro de 2024 e preço médio atualizado de R$ 357,77/MWh.”

3R Petroleum (RRRP3)

A 3R Petroleum assinou o contrato com a Petrobras para a compra da participação da estatal no o campo de produção de Papa-Terra, localizado na Bacia de Campos.

O valor da venda é de US$ 105,6 milhões, sendo US$ 6,0 milhões pagos na presente data; US$ 9,6 milhões no fechamento da transação e US$ 90 milhões em pagamentos contingentes previstos em contrato, relacionados a níveis de produção do ativo e preços futuros do petróleo.]]

Cosan (CSAN3)

De acordo com o Valor Econômico, o governo de São Paulo propôs renovar por 20 anos a concessão da Comgás, controlada pelo grupo Cosan. A concessão vence em 2029, mas o governo defende que a renovação antecipada garante mais investimentos na rede e melhora a conta no Estado.

(Com Reuters)

Redes sociais:

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).