Gol tem lucro de R$ 643 milhões no 2º trimestre; ações caem após revisão em projeções

A Gol reportou hoje (29) lucro líquido de R$ 643 milhões para o segundo trimestre, apoiado em demanda mais elevada para voos domésticos em meio ao declínio nos casos de Covid-19.

A receita mais do que dobrou em comparação com o mesmo período do ano passado, mas permaneceu 67% abaixo dos níveis pré-pandemia, de acordo com dados da companhia aérea.

LEIA MAIS: Lucro da Ambev sobe 130% e atinge R$ 2,9 bilhões no 2º trimestre

Apesar do aumento da receita, as ações da empresa caíam mais de 2% hoje, entre as maiores quedas do Ibovespa, após resultado do trimestre e ajuste em previsões para o segundo semestre.

Por volta de 12:30, as preferenciais da companhia aérea caíam 2,15%, a R$ 21,43, enquanto o Ibovespa perdia 0,67%. No pior momento, os papéis recuaram a R$ 21,31. No ano, as ações acumulam declínio em torno de 14%.

A empresa reportou prejuízo líquido recorrente de R$ 1,2 bilhão, ante prejuízo de R$ 771,8 milhões um ano antes, enquanto o Ebitda recorrente ficou negativo em R$ 466,6 milhões, de um resultado negativo de R$ 282,5 milhões um ano antes.

Analistas do Credit Suisse observaram que a aérea divulgou resultados fracos com impacto de medidas de lockdown na demanda, mas que eram esperados.

A Gol também disse que agora espera que a receita da segunda metade do ano aumente em cerca de 85% ante mesmo período de 2020, versus previsão de 100% anteriormente, enquanto operará no final do período 102 aeronaves, de projeção anterior de 110.

Ainda assim, o Credit Suisse ressaltou que os números ainda indicam recuperação significativa no segundo semestre.

LEIA MAIS: Aéreas norte-americanas têm lucro no segundo trimestre, mesmo sem ajuda do governo

A companhia também previu encerrar os últimos seis meses do ano com R$ 4,2 bilhões em liquidez (versus R$ 4,5 bilhões na previsão anterior) e R$ 15,3 bilhões em dívida líquida ajustada (versus estimativa anterior de R$ 14,8 bilhões). (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).