Ibovespa abre em leve alta em dia de cautela global

O dólar opera com volatilidade após números negativos sobre o mercado de trabalho nos EUA.

Iasmin Paiva
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa opera em leve alta na abertura do pregão de hoje (22), ganhando 0,06%, a 126.003 pontos perto das 10h10, horário de Brasília. No radar dos investidores hoje estão os resultados corporativos do segundo trimestre, o crescimento nos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos, e a política monetária da Zona do Euro.

Em Brasília, a agenda do dia dá destaque ao Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias referentes a maio e junho, que será publicado hoje às 15:00. Após os resultados sólidos apresentados ontem (21) da arrecadação federal – que registrou alta de 46,77%, e acumulou R$ 881,966 bilhões no semestre -, o presidente Jair Bolsonaro anunciou, em entrevista à Jovem Pan, um desbloqueio total no Orçamento dos ministérios. Segundo o governo, atualmente há R$ 4,5 bilhões bloqueados.

Lucas Collazo, especialista em investimentos da Rico, conta que “a recuperação firme da atividade doméstica, os níveis depreciados da taxa de câmbio e a inflação alta (em particular, a forte elevação dos preços de commodities) explicam o crescimento expressivo das receitas tributárias no primeiro semestre deste ano.”

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O dólar oscila frente ao real nesta terça-feira, em dia de negociações comedidas conforme investidores digerem o comunicado de política monetária do Banco Central Europeu e os dados dos EUA. Às 10h10, a divisa norte-americana subia 0,03%, a R$ 5,1914 na venda.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Nos Estados Unidos, os futuros dos índices apontam para abertura no vermelho após a divulgação de dados sobre a saúde do mercado de trabalho. Os novos pedidos de auxílio-desemprego somaram 419 mil na última semana, segundo o Departamento do Trabalho do país. O resultado veio acima da projeção de 350 mil dos analistas consultados pela Refinitiv.

O mercado norte-americano acompanha ainda a temporada de balanços do segundo trimestre, que nesta semana tem sustentado o bom humor dos investidores.

As bolsas europeias operam em alta nesta quinta-feira, refletindo o impulso global positivo que monitora os resultados operacionais das empresas e a variante Delta. Os investidores da região também digerem o anúncio de política monetária do BCE, que prometeu manter as taxas de juros em mínimas recordes por ainda mais tempo para ajudar a inflação na Zona do Euro a subir para sua meta de 2%.

O Stoxx 600 sobe a 0,80%. Na Alemanha, o DAX avança 0,73%; enquanto o CAC 40 valoriza 0,43% na França; na Itália, o FTSE MIB tem crescimento de 0,69%. Enquanto o FTSE 100 vai na contramão e cai a 0,12% no Reino Unido.

Os mercados asiáticos fecharam em alta, apesar da menor liquidez no continente, devido ao feriado no Japão. O Hang Seng, de Hong Kong, valorizou 1,83%; e o BSE Sensex, de Mumbai, fechou o dia em alta de 1,22%; enquanto na China continental o índice Shanghai avançou 0,34%.

O minério de ferro fechou em queda de 5,3% na bolsa de commodities de Dalian, na China. Segundo Pietra Guerra, especialista em ações da Clear Corretora, o fato se explica pela pressão do governo chinês em reduzir a produção do aço e isso tende a baixar a demanda por minério de ferro. “Por enquanto, vemos mais um posicionamento das autoridades chinesas e não uma efetiva queda de produção do aço, mas de qualquer forma isso tem pesado no preço e na expectativa de demanda da commodity.”

Os preços do petróleo operam com volatilidade nesta quinta-feira repercutindo o aumento inesperado nos estoques de petróleo bruto dos EUA e das infecções de Covid-19, que ameaçam a demanda pela commodity. Por volta das 9h50 da manhã, os futuros do petróleo Brent caíam 0,01%, para US$ 72,22 o barril, enquanto o WTI recuava a US$ 70,28 o barril, queda de 0,03%. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: