Spotify tem receita trimestral acima do esperado

O Spotify superou as estimativas de Wall Street para a receita do segundo trimestre, com a empresa de streaming de áudio divulgando hoje (28) um salto de 20% no número de assinantes pagos por seu serviço premium, desempenho impulsionado pela demanda na Europa e na América do Norte.

A receita subiu a € 2,33 bilhões no trimestre, de € 2,15 bilhões um ano antes, e acima dos € 2,29 bilhões esperados por analistas. Os assinantes premium, que respondem pela maior parte da receita da empresa, somaram 165 milhões, no esperado.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O total de usuários ativos mensais aumentou 22%, para 365 milhões, abaixo da previsão da própria empresa, juntamente com as expectativas dos analistas de 371,5 milhões, segundo dados IBES da Refinitiv.

O Spotify foi lançado em 85 países no início deste ano, ampliando sua presença para 180 países. “Alguns mercados estão quase de volta ao normal alguns deles ainda são duramente atingidos pela Covid”, disse o presidente-executivo, Daniel Ek.

A área de publicidade, que no ano passado foi atingida pela pandemia, no entanto, se recuperou e cresceu 110%, para € 275 milhões. A extremidade superior da previsão da empresa para o trimestre atual em termos de receita e assinantes premium também superou as expectativas.

O Spotify prevê receita de € 2,31 bilhões a € 2,51 bilhões e 170 milhões a 174 milhões de assinantes premium. Os analistas esperavam, em média, uma receita de € 2,39 bilhões e 170,4 milhões de assinantes.

A empresa tem 2,9 milhões de podcasts em sua plataforma e a participação de podcast nas horas de consumo geral atingiu uma máxima histórica no trimestre. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).