Com janela para taxação de lucros no exterior, reforma para IR terá impacto fiscal neutro

Relator afirma que nova versão do texto gera a perspectiva de arrecadar cerca de R$ 20 bilhões

Redação
Compartilhe esta publicação:
Bruno Domingos/Reuters
Bruno Domingos/Reuters

Relator da Reforma do IR, o deputado Celso Sabino (PSDB-PA) afirma que nova versão de texto terá um impacto fiscal neutro

Acessibilidade


O relator da reforma do IR (Imposto de Renda), deputado Celso Sabino (PSDB-PA), afirmou hoje (03) que a nova versão de seu texto terá um impacto fiscal neutro após incluir uma janela para taxação de lucros auferidos no exterior à alíquota de 6%, o que poderá ser feito apenas em 2022.

Somente por essa via, a perspectiva será de arrecadar cerca de R$ 20 bilhões, afirmou ele em coletiva de imprensa. Também contribuindo para o impacto fiscal neutro da proposta, Sabino instituiu no texto o fim da dedutibilidade e a extinção de JCP (Juros sobre Capital Próprio) no Brasil.

LEIA TAMBÉM: MUFG eleva projeção de Selic a 7,5% e cita volta de riscos fiscais

Na versão anterior do relatório, a perspectiva era de que a União deixaria de arrecadar R$ 30 bilhões consideradas todas as mudanças apresentadas. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: