Dell supera estimativas para receita trimestral

A receita total avançou 15%, para US$ 26,12 bilhões, superando a estimativa média dos analistas de US$ 25,53 bilhões.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Dell superou as estimativas do mercado para a receita do segundo trimestre, segundo dados divulgados hoje (26), uma vez que a mudança para o trabalho híbrido manteve a forte demanda por seus laptops, desktops e serviços em nuvem.

Globalmente, as pessoas continuam a gastar em dispositivos de computador, mesmo depois de um ano trabalhando em casa. Números da International Data mostraram que as remessas de PCs aumentaram 13% de abril a junho, mas o ritmo de crescimento foi muito mais lento do que o frenesi do ano passado.

LEIA MAIS: Francisco Partners e TPG compram Boomi, serviço de nuvem da Dell, por US$ 4 bilhões

Embora a indústria tenha enfrentado escassez de componentes e problemas na cadeia de suprimentos, a receita da unidade de soluções para clientes da Dell – que abriga dispositivos de hardware – subiu 27%, para o recorde de US$ 14,3 bilhões.

Sua unidade de computação em nuvem, a VMware, cresceu 8%, graças a pedidos de empresas que buscam cortar custos e expandir sua presença digital.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A receita total avançou 15%, para US$ 26,12 bilhões, superando a estimativa média dos analistas de US$ 25,53 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

A reabertura da economia redirecionou parte da despesa dos consumidores, de computadores para outros setores. Mas o aumento recente nos casos de Covid-19 gerou novas restrições e pode aumentar a demanda por equipamentos de trabalho remoto.

O lucro líquido da Dell caiu para US$ 880 milhões, ou US$ 1,05 por ação, no trimestre encerrado em 30 de julho, de US$ 1,01 bilhão, ou US$ 1,37 por ação, um ano antes. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: