Governo norte-americano corta novamente estimativa das safras de milho e soja

Solos secos nas principais áreas de cultivo do oeste motivaram nova redução do USDA

Redação
Compartilhe esta publicação:
Daniel Acker/Reuters
Daniel Acker/Reuters

Solos secos nas áreas de cultivo o potencial de uma colheita abundante para soja e milho

Acessibilidade


A produção de milho e soja dos Estados Unidos será menor do que se projetava, já que os solos secos nas principais áreas de cultivo do oeste reduziram o potencial de uma colheita abundante, disse o governo norte-americano hoje (12).

A produção de milho deve chegar a 14,750 bilhões de bushels, com base em um rendimento médio de 174,6 bushels por acre, disse o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) em seu relatório mensal de oferta e demanda.

LEIA TAMBÉM: Ambev investe em startup que produz embalagens a partir de rejeitos agrícolas

A colheita da soja foi estimada em 4,339 bilhões de bushels, com um rendimento médio de 50,0 bushels por acre.

Analistas esperavam que o relatório mostrasse uma produção de milho em 15,004 bilhões de bushels e de soja em 4,375 bilhões de bushels. Os rendimentos haviam sido estimados em 177,6 bushels/acre para o cereal e 50,4 para a oleaginosa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Há um mês, o relatório do USDA previa uma produção de milho de 15,165 bilhões de bushels com um rendimento médio de 179,5 bushels.

O relatório de julho também previa uma colheita de soja de 4,405 bilhões de bushels e um rendimento médio de 50,8. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: