IPO da Raízen leva fortuna de controladores da Cosan para R$ 12 bilhões

Reprodução / Raízen
Reprodução / Raízen

A oferta da Raízen movimentou R$ 6,9 bilhões, entre investidores domésticos e internacionais

A brasileira Raízen, joint venture entre Shell e Cosan, precificou em R$ 7,40 o valor unitário de suas ações, levando sua avaliação para cerca de R$ 74,4 bilhões na estreia da B3, prevista para amanhã (5). A oferta de ações, que já é uma das mais aguardadas do ano, também irá impactar a fortuna de Rubens Ometto e sua família, controladores da holding da companhia, a Cosan.

Por meio da Cosan, que atualmente é dona de 50% da Raízen, Ometto e família controlam cerca de 1.636.177.365 ações da empresa de energia. A outra metade é controlada pela Shell. O IPO pode aumentar a fortuna dos controladores da Cosan para aproximadamente R$ 12 bilhões, segundo estimativas da Forbes.

LEIA MAIS: Raízen movimenta R$ 6,9 bilhões no maior IPO do ano no país

O IPO da Raízen movimentou R$ 6,9 bilhões com a oferta de 810.811.000 novos papéis, o equivalente a 8,17% do capital da empresa, sem considerar ações de lotes adicionais ou suplementares. Após a oferta, o grupo controlador – que não irá vender sua participação – será diluído para 44,6%.

A oferta da Raízen movimentou investidores domésticos e internacionais em função, principalmente, das suas ações voltadas para a sustentabilidade e energia renovável.

Ometto é o atual presidente da Cosan e o quinto brasileiro mais rico do mundo, segundo o ranking de Bilionários do Mundo da Forbes. No fechamento de ontem, seu patrimônio era estimado em US$ 9,5 bilhões. Com sua família, eles constituem o chamado grupo de controle da Cosan, que detém 35,9% da companhia por meio de holdings, como a Aguassanta Participações S.A. e a Queluz Holdings Limited.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).