JBS aprova envio de proposta para fechamento de capital da Pilgrim's Pride

A oferta é de R$ 26,50 para cada ação da Pilgrim's Pride.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

Se proposta for aceita, a JBS fará a aquisição por meio de sua subsidiária nos EUA e a Pilgrim’s Pride se tornará sua subsidiária integral

Acessibilidade


O conselho de administração da JBS aprovou ontem (12) o envio de uma carta-proposta à Pilgrim’s Pride (PPC) para aquisição da totalidade das ações ordinárias em circulação de emissão da companhia, com o objetivo de realizar o fechamento de capital da empresa norte-americana.

A oferta é de R$ 26,50 para cada ação da PPC, conforme fato relevante publicado pela companhia brasileira.

LEIA TAMBÉM: CCR tem lucro ajustado de R$ 294 milhões no 2º trimestre

“Caso a proposta seja aceita, a JBS fará a aquisição por meio de uma de suas subsidiárias nos Estados Unidos e a PPC poderá se tornar sua subsidiária integral”, disse a JBS, que atualmente já detém 80,21% das ações de emissão da Pilgrim’s Pride por meio de suas subsidiárias.

De acordo com a empresa, a proposta está condicionada à aprovação de um comitê especial formado por membros independentes do conselho de administração da Pilgrim’s Pride e à aprovação da maioria dos titulares de direitos de votos atrelados aos papéis da PPC que não sejam detidos pela JBS.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Pilgrim’s Pride, hoje listada na Nasdaq, atua nos mercados de frangos e suínos da América do Norte e Europa.

“A operação proposta tem como objetivo, em especial, simplificar a estrutura societária das subsidiárias da JBS, maximizando sua eficiência administrativa, otimizando as receitas e aumentando ainda mais sua flexibilidade operacional e estratégica”, disse a companhia brasileira.

O Barclays está atuando como consultor financeiro para a operação, enquanto o escritório Cravath, Swaine & Moore atua como consultor jurídico da JBS. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: