Minério de ferro vai a mínima de 6 meses com demanda fraca e oferta crescente

O consumo de aço na China deve perder força no segundo semestre, especialmente no setor de construção, devido a um aperto na política imobiliária local

Redação
Compartilhe esta publicação:
Muyu Xu/Reuters
Muyu Xu/Reuters

Terminal de minério de ferro no porto de Dalian, China

Acessibilidade


Os contratos futuros do minério de ferro negociados na China engataram a terceira sessão consecutiva de perdas hoje (19), afundando mais de 7% e atingindo o menor patamar desde 5 de fevereiro, pressionados pela fraca demanda e por estimativas de um aumento na oferta.

O consumo de aço na China deve perder força no segundo semestre, especialmente no setor de construção, devido a um aperto na política imobiliária local, segundo a associação de aço do país e analistas.

LEIA TAMBÉM: Robinhood alerta para queda nas receitas com corretagem no 3º trimestre

“A lógica é: quanto mais fraca a demanda, mais rígidas serão as restrições à produção de aço”, disseram analistas da CITIC Securities em nota.

“Supondo que haja um arrefecimento da demanda, o aumento nos preços do aço será limitado, mas a pressão sobre o minério de ferro é significativa”, acrescentaram.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As ofertas de minério de ferro, enquanto isso, também devem aumentar, apoiadas por mineradoras locais, pelo Brasil e por países não convencionais no setor, de acordo com Li Wentao, analista da Tianfeng Futures.

Ele acredita que os estoques relativamente baixos de minério de ferro nas usinas possam resultar em uma demanda para reabastecimento nos próximos meses.

O contrato mais negociado do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, para entrega em janeiro, fechou em queda de 7,2%, a 763 iuanes (US$ 117,44) por tonelada, depois de chegar a cair 8% no início da sessão.

VEJA MAIS: Lucro da Caixa salta para R$ 6,3 bilhões no 2º trimestre

Já o preço “spot” do minério com 62% de teor de ferro para entrega à China despencou US$ 15,50 hoje (19), para US$ 143/tonelada, após já ter recuado US$ 3,50 na véspera, conforme dados da consultoria SteelHome. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: