Olam foca US$ 3 bilhões em IPO de unidade em Londres

Estratégia da companhia é elevar seu avaliação de mercado e acelerar aquisições

Redação
Compartilhe esta publicação:
Edgar Su/Reuters
Edgar Su/Reuters

Sunny Verghese, cofundador e CEO da Olam

Acessibilidade


A Olam International está considerando levantar cerca de £ 2 bilhões (US$ 2,8 bilhões) por meio da listagem de sua unidade de ingredientes alimentícios na bolsa de valores de Londres no ano que vem, disseram hoje (13) fontes familiarizadas com o assunto, à medida que a trading sediada em Cingapura busca elevar seu ‘valuation’ e acelerar aquisições.

A Olam, uma das maiores tradings de commodities agrícolas do mundo, deve promover a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da OFI (Olam Food Ingredients) como parte de uma reforma de negócios divulgada no ano passado, sob a qual criou duas novas unidades principais de operações.

LEIA TAMBÉM: Cielo vende subsidiária Multidisplay para Bemobi por até R$ 185 milhões

“Será um IPO substancial. Estará entre os maiores IPO’s realizados na bolsa de valores de Londres (LSE) no passado recente”, disse à “Reuters” o cofundador e CEO da empresa, Sunny Verghese, que preferiu não revelar uma meta de arrecadação com a operação.

Os recursos devem permitir que a companhia acelere seu crescimento por meio de aquisições, acrescentou Verghese.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As ações da Olam, que possui apoio da estatal cingapuriana Temasek Holdings e da Mitsubishi Corp, operavam em alta de 3,5%  hoje (13), no que dá à empresa um valor de mercado de US$ 5,6 bilhões.

Verghese disse que a OFI pode entrar no índice FTSE-100, de companhias blue-chips listadas em Londres.

Um ‘valuation’ de mais de £ 4 bilhões permitiria à OFI entrar no índice e obter uma listagem premium –o que exigiria da empresa um ‘free float’ de pelo menos 25% e o atendimento de um conjunto mais rígido de requisitos de governança corporativa.

VEJA MAIS: SLC tem produtividade recorde na soja e dobra lucro no 2º trimestre

A OFI inclui os negócios da Olam em cacau, café e nozes, enquanto a Olam Global Agri (OGA) compreende a atuação da empresa em grãos e ração animal, óleos vegetais, arroz e algodão, entre outros.

Verghese disse que o IPO da OFI pode ser concluído até o segundo trimestre do ano que vem, e que a OGA poderá ser listada já no quarto trimestre de 2022. (Com Reuters)

 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: