Presidente da Argentina prevê recuperação e diz que economia vai crescer 7% em 2021

Depois de uma contração de 9,9% em 2020, o país sul-americano espera superar crise e recuperar renda e empregos .

Redação
Compartilhe esta publicação:
Gabriel Bouys/Reuters
Gabriel Bouys/Reuters

Presidente da Argentina, Alberto Fernández, espera que o país se recupera de recessão entre 2021 e 2022

Acessibilidade


A economia da Argentina deve crescer 7% este ano e 4,5% em 2022, disse hoje (6) o presidente do país, Alberto Fernández prevendo recuperação após três anos de uma recessão que foi intensificada em 2020 pela pandemia de Covid-19.

A terceira maior economia da América Latina teve contração de 9,9% em 2020, após cair 2% em 2019 e 2,6% em 2018.

VEJA TAMBÉM: Investimento estrangeiro na América Latina e Caribe deve crescer pouco em 2021, diz Cepal

“Estamos no caminho da recuperação econômica. A Argentina está crescendo, recuperando empregos e vai recuperar renda”, disse ele em discurso televisionado.

O PIB (Produto Interno Bruto) argentino cresceu 2,5% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2020, superando as previsões dos analistas. O salto ocorreu após uma contração de 4,3% no quarto trimestre do ano passado e uma queda recorde de 19% no segundo trimestre de 2020, quando a Argentina estava no auge do impacto causado pela pandemia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: