Rede de academias Bluefit pede aval para IPO

Bluefit é a segunda maior rede de academias de baixo custo do país

Redação
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

A oferta, que será coordenada pela XP, ocorre em um momento em que empresas brasileiras de diversos setores seguem testando o apetite do mercado de capitais

Acessibilidade


A rede de academias de ginástica Bluefit pediu aval para uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), duas semanas após uma de suas principais rivais, Smartfit ter estreado na B3 com uma operação bilionária.

Segundo registro hoje (2) na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a operação da Bluefit, que se apresenta como a segunda maior rede de academias de baixo custo do país, com cerca de 100 unidades, buscará captar recursos para financiar o crescimento da companhia e também para que atuais sócios vendam uma fatia no negócio.

LEIA MAIS: Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O anúncio mostra como redes de serviços de ginástica e dança, que cresceram nos últimos anos apoiadas por investidores financeiros, estão se lançando ao mercado para ganhar escala no fragmentado mercado de fitness brasileiro, apontado como o 13º maior do mundo.

A oferta, que será coordenada pela XP, ocorre em um momento em que empresas brasileiras de diversos setores seguem testando o apetite do mercado de capitais, mesmo com resultados bastante distintos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ao mesmo tempo em que é um dos anos mais ativos em IPOs, com 30 estreias na bolsa paulista movimentando mais de R$ 57,5 bilhões, 2021 também computa 54 desistências de empresas que pretendiam debutar no mercado acionário e que desistiram devido à volatilidade da bolsa. Com a Bluefit, agora são 23 companhias na fila do IPO na B3. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: