Comerc pode levantar R$ 1,5 bilhão em IPO

Intervalo indicativo do preço é de R$ 16,87 a R$ 18,56; 87% da oferta já está garantida, segundo prospecto.

Redação
Compartilhe esta publicação:
anotherperfectday/GettyImages
anotherperfectday/GettyImages

A companhia informou que também realizará esforços para negociar ADRs em Wall Street

Acessibilidade


A Comerc, holding de empresas no segmento de energia, pode levantar R$ 1,47 bilhão em oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) previsto para 13 de outubro. O intervalo indicativo de preço por ação é de R$16,87 e R$18,56. A companhia está negociando 89,8 milhões de papéis.

O preço dos ativos será definido em 8 de outubro, quando se encerra o processo de bookbuilding (período em que os investidores demonstram interesse pelos papéis da companhia), iniciado ontem (20). Quem tiver interesse deve investir no mínimo R$ 3 mil e no máximo R$ 1 milhão.

A oferta pode contar também com um lote adicional de ações de 20% do total da operação, ou seja, 16,5 milhões de ativos, e um lote suplementar de 15%, o equivalente a 12,4 milhões de papéis.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

De acordo com o prospecto divulgado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a operação já conta com 87% da oferta garantida. Oito gestoras realizaram ordem de compra: Atmos Capital (R$ 300 milhões); Truxt (R$ 190 milhões); Núcleo (R$ 150 milhões); Verde (R$ 150 milhões); Brasil Capital (R$ 150 milhões); Itaú Asset (R$ 100 milhões); Neo Investimentos (R$ 100 milhões) e Vinci Partners (R$ 83 milhões). Juntas, estão negociando R$ 1,2 bilhão.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A oferta também oferece a opção de compra de ações, em março de 2023, por esses investidores âncoras, correspondente a 60% do valor comprometido no preço do IPO, ajustado pelo CDI. O Certificado de Depósito Interbancário de agosto ficou em 0,43%.

A companhia pretende destinar 80% do montante captado na oferta para novos projetos de geração centralizada de energia, 11,5% para geração distribuída de energia, 6% para o desenvolvimento do segmento de soluções de energia e 2,5%, desenvolvimento de melhorias nos serviços oferecidos pela Comerc.

O IPO será coordenado pelo Banco Itaú BBA, Banco BTG Pactual, Credit Suisse, XP Investimentos e Citigroup. E, caso a oferta na bolsa brasileira seja concretizada, a Comerc será mais uma representante do setor de energia, assim como Cesp, AES Tietê, CPFL Renvováveis, Eneva, EDP Brasil e Engie.

Ao mesmo tempo, a Comerc, junto do Itaú BBA USA Securities, BTG Pactual US Capital, Credit Suisse Securities, XP investimentos e Credit Suisse, realizará esforços para negociar ADRs (American Depositary Receipts) no mercado internacional. Os ativos serão adquiridos apenas por investidores institucionais qualificados e residentes dos EUA.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: