Evergrande descumpre prazo de pagamento da dívida pela segunda vez

A empresa deveria ter pago ontem (29) juros de US$ 47,5 milhões sobre seu título em dólares de março de 2024

Redação
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Tyrone Siu
REUTERS/Tyrone Siu

A empresa deveria ter pago ontem (29) juros de US$ 47,5 milhões sobre seu título em dólares de março de 2024

Acessibilidade


A chinesa Evergrande deixou de pagar os juros de títulos offshore cujo prazo venceu na véspera, disseram dois detentores de títulos, na segunda vez em uma semana que deixou de honrar obrigações, embora a empresa tenha feito pagamento parcial a alguns investidores domésticos hoje (30).

A empresa, que tem uma dívida de US$ 305 bilhões, deveria ter pago ontem (29) juros de US$ 47,5 milhões sobre seu título em dólares de março de 2024, após ter perdido o prazo para pagar US$ 83,5 milhões em cupons na última quinta-feira (23).

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Com passivos que equivalem a 2% do PIB (Produto Interno Bruto) da China, a Evergrande gerou temores de que seus problemas possam se espalhar pelo sistema financeiro e repercutir em todo o mundo, embora as preocupações tenham diminuído após o banco central local prometer proteger os interesses dos mutuários.

Alguns detentores de bônus offshore da Evergrande não receberam o pagamento de juros nem qualquer comunicação até o final de quarta-feira, segundo pessoas a par do assunto à Reuters, que não quiseram ser identificadas devido à delicadeza da questão.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Um porta-voz de Evergrande não fez comentários imediatos. A agência não foi capaz de determinar se a Evergrande disse aos investidores o que planeja fazer em relação ao cupom vencido.

A abordagem da incorporadora em relação aos investidores internacionais, no entanto, contrasta com a maneira como a empresa está gerenciando seus passivos “onshore”.

A Evergrande disse nesta quinta-feira que sua unidade de gestão de fortunas fez um reembolso de 10% dos produtos de gestão de fortunas, que são em grande parte de propriedade de investidores domésticos, com vencimento em 30 de setembro.

O pagamento foi feito e os fundos relevantes foram emitidos para as contas dos investidores, informou a Evergrande em um aviso em seu site. A empresa não especificou quanto dinheiro foi pago.

A empresa, que tem quase US$ 20 bilhões em dívida offshore, enfrenta prazos para pagamentos de cupom denominados em dólar totalizando US$ 162,4 milhões no próximo mês. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: