Apresentado por       

Forbes Radar: Via, Movida, Petrobras, Aeris e outros destaques corporativos

Últimas notícias sobre: Agrogalaxy, PayPal, Santander, CCR, Light e Vulcabras.

Artur Nicoceli
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (9), a Movida captou US$ 300 milhões via bonds, enquanto a Suzano levantou US$ 500 milhões na mesma estratégia.

Já na noite de ontem (8), a Minerva Foods anunciou o investimento de US$ 3 milhões na Traive, startup de soluções financeiras para produtores rurais, e a Via, por meio de sua subsidiária Cnova, realizou investimentos minoritários nas startups GoPublic, Poupa Certo e byebnk.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Petrobras (PETR4)

A Petrobras informou ontem (8) que iniciou o processo de venda da totalidade de sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú, pertencentes à concessão BS-500, localizada na Bacia de Santos, no Estado do Rio de Janeiro.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A produção dos campos foi de aproximadamente 5 mil barris de óleo por dia (bpd) e 918 mil m3/dia de gás, em 2020.

A concessão BS-500 foi adquirida pela Petrobras na Rodada Zero da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Os campos estão situados na porção norte da Bacia de Santos, entre 140 e 160 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’água que varia de 1.000 a 1.500 metros. A Petrobras detém 100% de participação em ambos.

Agrogalaxy (AGXY3)

A Agrogalaxy informou ontem (8) que assinou acordo para adquirir 80% do capital social da Agrocat Distribuidora de Insumos Agrícolas, por ao menos R$ 180 milhões, em linha com o seu objetivo de ser consolidadora do setor.

Com sede em Tangará da Serra (MT), a Agrocat começou atividades de comercialização de defensivos agrícolas em 1998 e no decorrer dos anos passou a oferecer soluções integradas para o agronegócio.

Segundo a Agrogalaxy, o negócio representa mais um passo da companhia em sua estratégia de crescimento inorgânico e consolidação, “reforçando seu objetivo de ser uma das maiores plataformas de varejo de insumos agrícolas e serviços voltados para o agronegócio brasileiro”.

A companhia disse que o montante total do negócio pode sofrer ajustes pré ou pós fechamento nos termos do contrato, inclusive por pagamento de preço complementar no valor de até R$ 25 milhões, dependendo de determinadas circunstâncias.

A empresa disse ainda que a atualmente a Agrocat possui 11 lojas, sendo três delas em Rondônia, e oito em Mato Grosso. Nenhum estabelecimento se encontra no raio de atuação de lojas atuais da Agrogalaxy.

O faturamento da Agrocat em 12 meses findos em junho totalizou R$ 835 milhões, sendo R$ 518 milhões em insumos e R$ 317 milhões em grãos.

PayPal (PYPL34)

A empresa de pagamentos PayPal afirmou que comprará a companhia japonesa de BNPL (“compre agora, pague depois”) Paidy, num acordo de US$ 2,7 bilhões, dando mais um passo para tentar dominar uma indústria catalisada pela pandemia.

O acordo acompanha o negócio da rival Square no mês passado para comprar a australiana Afterpay por US$ 29 bilhões, o que, segundo especialistas, foi provavelmente o começo da consolidação do setor.

A compra da Paidy ajudará o PayPal a se expandir em um país onde o volume de compras online mais que triplicou nos últimos 10 anos, chegando a US$ 200 bilhões, embora mais de dois terços de todas as compras ainda sejam feitas em dinheiro, disse o PayPal em apresentação a investidores.

A Paidy, com mais de 6 milhões de usuários, oferece serviços de pagamentos que permitem que os clientes japoneses façam compras online e paguem posteriormente em uma loja de conveniência ou por meio de transferência bancária.

Consumidores japoneses tradicionalmente preferem dinheiro, mas isso tem mudado nos últimos anos, principalmente nas cidades, afirmou Ejii Taniguchi, economista da consultoria Japan Research Institute.

Santander (SANB11)

O Santander Brasil anunciou ontem (8) a compra da imobiliária online Apê11, ampliando a aposta no segmento de financiamento de imóveis. O acordo, por valor não revelado, envolve compra de ações e aumento de capital e dará ao banco uma fatia de 90% na startup.

A plataforma, criada em 2018 e com foco na capital paulista, se apresenta como marketplace para digitalizar o processo de compra de casas e apartamentos com uso de big data e inteligência artificial para ajudar corretores de imóveis. Agora, projeta se expandir pelo país.

O anúncio, num momento de efervescência do mercado imobiliário no país, reproduz um movimento similar do Santander Brasil anos atrás no setor automotivo com a compra do portal de negociação de veículos Webmotors.

Via; ex-Via Varejo (VIIA3)

A Via realizou, por meio de sua subsidiária Cnova, investimentos minoritários nas startups GoPublic, Poupa Certo e byebnk, segundo comunicado enviado ontem (8) à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Os aportes fazem parte do programa Via Next, anunciado em abril, que busca acelerar o processo de transformação digital da companhia e prevê investimentos de até R$ 200 milhões pelos próximos cinco anos.

CCR (CCRO3)

Referente a matéria do Valor Econômico “Invepar busca sócio para o aeroporto de Guarulhos”, a CCR informou que está sempre analisando novas oportunidades de negócios que permitam o fortalecimento de sua posição de liderança e o seu crescimento qualificado. No entanto, não há nenhuma negociação em andamento entre a companhia, a Invepar e seus acionistas com relação ao tema noticiado.

Light (LIGT3)

A Light informou que recebeu uma correspondência da Atmos Capital Gestão de Recursos declarando que a gestora passou a deter 16 milhões de ações, 4,31% do capital social da companhia.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Vulcabras (VULC3)

A Vulcabras informou o pagamento em 12 de novembro de dividendos. O montante destinado foi de R$ 86 milhões, ou seja, R$ 0,35 por ação.

Copasa (CSMG3)

A Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais) pagará R$ 130,7 milhões, referente a decisão do Arsae-MG (Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais) por serviços não prestados em Belo Horizonte.

O órgão havia multado a companhia entre 2012 e 2018 por não terem prestado serviço para 69 mil belo-horizontinos.

Movida (MOVI3)

A Movida captou US$ 300 milhões na emissão de um bonds sustentável para 2031. O título tem rendimento de 5,25%. O montante será destinado no crescimento da frota, pré-pagamento de dívidas e propósitos corporativos gerais.

Time For Fun (SHOW3)

O Grupo Time For Fun recebeu a renúncia de André Pinheiro Veloso, ao cargo de diretor financeiro e de RI. Assim, Fernando Luiz Alterio, atual Presidente da companhia, assumirá as cadeiras, acumulando os postos.

Azul (AZUL4)

A Azul anunciou os resultados preliminares de tráfego de agosto de 2021. O tráfego doméstico de passageiros aumentou 6,5% em relação a agosto de 2019, frente a um aumento de 12,0% da capacidade doméstica, resultando em uma taxa de ocupação de 78,5%.

Suzano (SUZB3)

A Suzano informou que foi precificada a emissão de títulos de dívida para colocação no mercado internacional pela subsidiária Suzano Áustria. A companhia levantará US$ 500 milhões na operação. O bonds terão yield de 2,70% ao ano e cupom de 2,50% ao ano, a serem pagos semestralmente, nos dias 15 dos meses de março e setembro de cada ano. A liquidação está prevista para 13 de setembro.

Minerva Foods (BEEF3)

A Minerva anunciou mais uma iniciativa de corporate venture capital. A companhia realizará o investimento de US$ 3 milhões na Traive, na nova rodada de captações (Series A) da startup, que totalizará US$ 15 milhões.

A empresa é focada no mercado de soluções financeiras para produtores rurais de pequeno e médio porte. Atualmente com operações nos Estados Unidos e no Brasil, o portfólio de produtos da Traive engloba soluções para as cadeias produtivas das principais commodities agrícolas como soja, milho, algodão, cana, café e trigo.

Portobello (PTBL3)

A Portobello concluiu o programa de recompra de ações. A companhia recomprou 6,5 milhões de ativos, ao custo médio de R$ 13,96 por ação.

Aeris (AERI3)

A Aeris e a Nordex Energy, empresa europeia de fábrica de turbinas, celebraram um contrato para o fornecimento de pás eólicas. O contrato, que deve vigorar até o final de 2023, foi avaliado em R$ 1,6 bilhão.

Vivara (VIVA3)

A Vivara informou a inauguração de quatro lojas em agosto. Com isso, a Companhia encerrou o mês com 274 pontos de vendas em operação, sendo 227 lojas Vivara, 18 lojas Life e 29 quiosques.

Dommo Energia (DMMO3)

A Dommo Energia informou que a produção mensal de petróleo em agosto foi de 24.563 barris. Menos do que o mês anterior, que foi de 32.834.

Ambipar (AMBP3)

A Ambipar anunciou a aquisição de 100% da Lynx Creek Industrial Hydrovac, especializada em atendimentos de emergências ambientais, por meio de sua controlada Ambipar Holding Canadá.

Dessa forma, A Lynx torna-se Ambipar Response, que agora conta com a gestãoestratégica e estrutura do Grupo Ambipar para impulsionar o seu crescimento no mercado norte americano.

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: