Manifestantes ocupam sede da B3 para protestar contra desigualdade e Bolsonaro

A B3 informou que o protesto ocorre de forma pacífica.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Os manifestantes levaram uma bandeira do Brasil com a palavra “Fome” escrita

Acessibilidade


Integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) ocuparam hoje (23) a sede da bolsa de valores B3 para protestar contra a desigualdade social e o governo do presidente Jair Bolsonaro, cobrando ações para combater a insegurança alimentar em meio à disparada da inflação.

“É inadmissível que quase 100 milhões de brasileiros estejam em situação de fome e insegurança alimentar enquanto os bilionários movimentam R$ 35 bilhões por dia só aqui na bolsa”, disse Debora Pereira, liderança do MTST, em uma nota do movimento.

LEIA TAMBÉM: B3 divulga nova carteira do Ibovespa, com 91 ativos

“Alguém está ganhando muito dinheiro com a fome do brasileiro e isso nós não podemos aceitar”, acrescentou.

Os manifestantes levaram uma bandeira do Brasil com a palavra “Fome” escrita, além de panelas vazias e pedaços de osso, em uma referência à dificuldade para se comprar alimentos devido à inflação elevada.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) teve a maior alta para agosto em 21 anos, levando a taxa oficial de inflação do país para quase 10% em 12 meses, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Ocupamos a bolsa de valores de São Paulo, maior símbolo da especulação e da desigualdade social. Enquanto as empresas lucram, o povo passa fome e o trabalho é cada vez mais precário. Quem segura o Bolsonaro lá são os donos do mercado”, afirmou o MTST em publicação no Twitter com uma foto da invasão.

Segundo o movimento, centenas de sem-teto participaram da invasão pacífica, que ocorreu por volta das 13h e não tinha hora para ser encerrada.

Procurada, a B3 informou que o protesto ocorre de forma pacífica e que as operações do mercado não foram afetadas. O índice Ibovespa não foi afetado pela invasão e operava em alta de 1,6% por volta das 15h. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: