S&P indica efeito negativo para rating de El Salvador com adoção de bitcoin

A agência afirmou que a medida prejudicar bancos pela adoção da moeda.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Eric Gaillard/Reuters
Eric Gaillard/Reuters

El Salvador se tornou em sete de setembro o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda legal

Acessibilidade


A adoção do dinheiro digital bitcoin por El Salvador tem implicações negativas imediatas para a nota de crédito do país, afirmou hoje (16) a agência de classificação de risco S&P Global.

A S&P afirmou que os principais riscos são que a medida poderia ameaçar a expectativa do país de assegurar um programa de apoio junto Fundo Monetário Internacional, aumentar vulnerabilidades fiscais e prejudicar bancos pela adoção da moeda.

LEIA MAIS: Enquanto gigantes da tecnologia levam Nasdaq a pico recorde, índice S&P 500 fecha em queda

“Os riscos associados à adoção do bitcoin como meio de troca legal em El Salvador parecem superar seus potenciais benefícios”, afirmou a S&P. “Há consequências negativas imediatas para o crédito.”

A S&P atualmente tem nota B- menos para o país da América Central com uma perspectiva “estável”. A agência de classificação de risco Moody’s reduziu no final de julho sua nota para o país para Caa1, o equivalente a um grau a menos que o B- da S&P.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

El Salvador se tornou em sete de setembro o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda legal. A medida significa que as empresas devem aceitar o pagamento em bitcoin junto com o dólar norte-americano, que tem sido a moeda oficial do país desde 2001 e permanecerá com curso legal. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: