Toyota suspenderá operação de fábrica em Indaiatuba em outubro

Falta de insumos provocada pela pandemia de Covid-19 afeta toda a cadeia de suprimentos global

Redação
Compartilhe esta publicação:
Toru Harai
(Divulgação)

Suspensão de fábrica da Toyota ocorre em meio a falta de insumos na cadeia de suprimentos global

Acessibilidade


A Toyota anunciou hoje (13) a suspensão da produção em sua fábrica de Indaiatuba (SP), onde fabrica o sedã Corolla, entre 13 e 22 de outubro, alegando falta de insumos.

“Apesar de todos os esforços que temos realizado ao longo do tempo para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, provocada pela pandemia de Covid-19, uma nova parada é inevitável”, afirmou a montadora, em nota.

LEIA TAMBÉM: Com nova regulamentação, apólices de seguro para carros ficarão mais flexíveis

Procurada pela Reuters, a companhia não respondeu de imediato quais materiais estão faltando.

A Toyota acrescentou que os empregados da unidade entrarão em férias coletivas no período, voltando ao trabalho em 25 de outubro. As demais unidades da Toyota no país – São Bernardo do Campo, Porto Feliz e Sorocaba – seguem com atividades normais.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No começo do mês, a montadora japonesa havia anunciado que sua planta de Sorocaba (SP) começaria a produzir em três turnos a partir de janeiro de 2022, na contramão de anúncios de cortes na produção de automóveis por causa da escassez de chips. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: