Vale revisa previsão de aumento da capacidade de minério de ferro para 2022

A companhia diminuiu as projeções depois de atrasos em projetos no Sistema Norte, onde está sua principal mina.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Sergey Zavalnyuk/Getty Images
Sergey Zavalnyuk/Getty Images

Por conta de atrasos, a Vale diminui suas expectativas de produção para 2022

Acessibilidade


A Vale projeta terminar 2022 com capacidade produtiva de minério de ferro de 370 milhões de toneladas ao ano, ante 400 milhões de toneladas na previsão anterior, à medida que enfrenta atrasos em projetos no Sistema Norte, onde está sua principal mina.

Conforme uma apresentação feita a investidores na última quinta-feira (9), a companhia prevê um “ramp up mais suave” no Sistema Norte, que atualmente tem capacidade de 203 milhões de toneladas ao ano.

VEJA TAMBÉM: Vale prevê para 2023 ‘briquete’ que reduz emissões na produção de aço

Para 2021, a capacidade do Sistema Norte fechará em 205 milhões de toneladas, mesmo número agora previsto para o fim de 2022.

A companhia citou atraso das licenças necessárias para sustentar o nível de produção, além de atrasos nas frentes de lavra N3 e N1/N2.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A empresa também citou faseamento do projeto Gelado, com o início projetado em 5 milhões de toneladas, versus 10 milhões anteriormente.

A previsão anterior para o Sistema Norte era de 230 milhões de toneladas.

A Vale ainda manteve sua estimativa para a capacidade de produção de minério de ferro ao final de 2021 em 343 milhões de toneladas por ano, número que havia sido revisado ao final de julho, citando impactos de restrições temporárias em Itabira, Mutuca e no Sistema Norte. Atualmente, a capacidade é de 335 milhões de toneladas.

Para o médio prazo, a companhia passou a estimar 400 milhões de toneladas, enquanto no longo prazo esse número ficaria entre 400 milhões e 450 milhões de toneladas. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: