Banco norte-americano Wells Fargo supera estimativas de lucro

O banco elevou seu lucro para US$ 5,12 bilhões no trimestre, ante US$ 3,22 bilhões um ano antes.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Wells Fargo divulgou hoje (14) um lucro do 3° trimestre acima das estimativas do mercado, já que liberou fundos reservados para perdas com calotes e conteve os custos vinculados às práticas de vendas de anos anteriores.

O quarto maior banco dos EUA opera desde 2018 sob supervisão do Federal Reserve e dois outros reguladores financeiros para melhorar a governança.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O banco, que já pagou mais de US$ 5 bilhões em multas, relatou uma baixa de US$ 250 milhões depois que um importante regulador bancário o multou por falhas em seus esforços para ressarcir clientes que havia prejudicado.

No geral, as despesas não decorrentes de juros caíram para US$ 13,3 bilhões, de US$ 15,23 bilhões um ano antes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Executivos de bancos sinalizaram repetidamente que o pior das consequências do escândalo ficou para trás, e o presidente-executivo, Charlie Scharf, fez dos cortes de custos o centro de seu plano de recuperação, visando US$ 10 bilhões em economias anuais no longo prazo.

Mas os problemas permanecem. Um juiz federal no início do mês recusou a oferta do banco para rejeitar uma ação alegando que fraudou acionistas.

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, disse, no mês passado, que o limite de ativos do banco seguirá em vigor até que o banco conserte seus problemas de forma abrangente, sugerindo que o Wells Fargo tem um caminho a percorrer antes de ter permissão para se expandir. O limite reduziu o crescimento dos empréstimos e depósitos que o banco precisa para elevar a receita de juros e cobrir custos.

O Wells Fargo tem menos formas de amortecer as quedas nas receitas das taxas de juros baixas, já que o banco não tem um grande negócio de mercado de capitais como seus rivais.

O banco relatou uma redução de US$ 1,7 bilhão na provisão para perdas com crédito no trimestre.

Isso ajudou a elevar seu lucro para US$ 5,12 bilhões, ou US$ 1,17 por ação, no trimestre, ante US$ 3,22 bilhões, ou US$ 0,70 por ação, um ano antes.

Na comparação com as estimativas da Refinitiv, o Wells Fargo lucrou US$ 1,22 por ação, excluindo itens, em comparação com a estimativa de consenso de US$ 0,99 por ação. (com Reuters)

Compartilhe esta publicação: