BC avança com cuidado em moeda digital para evitar disrupção em balanços de bancos

Campos Neto, presidente do banco, quer garantir que o sistema financeiro seja competitivo no futuro.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Flicker/Divulgacao
Flicker/Divulgacao

Campos Neto, presidente do banco, quer garantir que o sistema financeiro seja competitivo no futuro

Acessibilidade


O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, ressaltou hoje (7) que a autarquia está avançando no tema de moeda digital, mas com cuidado para o processo não ser disruptivo para as instituições financeiras.

“Temos avançado, temos muitas coisas a resolver para assegurar que a moeda digital não seja disruptiva para os balanços dos bancos”, afirmou ele em conferência virtual promovida pelo BIS (Banco de Compensações Internacionais).

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Durante sua participação, o presidente do BC frisou que o open finance no Brasil será “muito inclusivo”, com muitos produtos diferentes sendo colocados na plataforma, incluindo planos de saúde.

O open finance (ou sistema financeiro aberto, em inglês) vai abrir espaço para a possibilidade de clientes de produtos e serviços compartilharem suas informações entre diferentes instituições autorizadas pelo BC. Eles também vão poder movimentar suas contas bancárias a partir de diferentes plataformas, e não apenas pelo aplicativo ou site do banco.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

De acordo com Campos Neto, a mensagem final, no front da inovação e tecnologia, é que o BC quer garantir que não haja produção de dados que se desenvolva de tal forma que, no futuro, o sistema financeiro fique sem competitividade. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: