Boletim Focus: Estimativas para PIB e inflação pioram

Essa já é a 28ª semana consecutiva de alta na projeção do IPCA para 2021, bem acima do teto esperado pelo BC.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação/Flickr
Divulgação/Flickr

As projeções do Focus estão acima das respectivas metas de inflação tanto para 2021 quanto para 2022

Acessibilidade


O mercado financeiro voltou a deteriorar as estimativas para o desempenho da economia brasileira em 2022, além de 2021, enquanto tornou a elevar as projeções para a inflação nos dois anos, mostrou o relatório Focus do Banco Central hoje (18).

O prognóstico para o crescimento do PIB em 2022 caiu a 1,50%, de 1,54% na semana anterior, no segundo corte seguido de cenário. Para 2021, o número previsto recuou a 5,01%, de 5,04% na edição anterior da pesquisa.

VEJA TAMBÉM: IBC-Br tem queda de 0,15% em agosto, acima do esperado

Para o IPCA de 2022, a projeção foi a 4,18%, de 4,17% e na 13ª semana seguida de aumento. A estimativa de inflação ao consumidor para 2021 pulou de 8,59% para 8,69%, 28ª semana consecutiva de alta.

As projeções estão acima das respectivas metas de inflação para ambos os anos (3,75% para 2021 e 3,50% para 2022), e o Banco Central já indicou algumas vezes recentemente que está perseguindo o alvo de 2022 e que é possível alcançá-lo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No caso dos números para o PIB, economistas vêm há algum tempo rebaixando as estimativas, incluindo nos cenários risco de agravamento da crise hídrica/energética e a inflação mais alta, que por sua vez afeta consumo e investimentos de forma geral.

A edição do relatório Focus divulgada hoje traz números colhidos na semana passada, período em que o Bacen se mostrou bastante ativo no mercado de câmbio. Com isso, o mercado estabilizou a estimativa para o dólar ao fim deste ano em R$ 5,25, depois de tê-la aumentado na semana anterior em relação ao prognóstico R$ 5,20.

E nas contas dos investidores a moeda norte-americana se manterá em R$ 5,25 ao fim de 2022. As previsões apontam dólar em baixa, portanto, já que a divisa fechou a última sexta-feira (15) em R$ 5,4545. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: