Empresa de ensino remoto Udemy pede registro para IPO nos Estados Unidos

A empresa foi avaliada em US$ 3,3 bilhões numa rodada de financiamento em novembro passado

Redação
Compartilhe esta publicação:
anotherperfectday/GettyImages
anotherperfectday/GettyImages

A Udemy foi avaliada em US$ 3,3 bilhões numa rodada de financiamento em novembro passado

Acessibilidade


A plataforma de aprendizagem online Udemy pediu registro para uma IPO (oferta inicial de ações) nos Estados Unidos hoje (5), revelando que teve aumento na receita em 2020, com impulso da mudança acelerada durante a pandemia.

A receita da empresa, com sede em San Francisco, cresceu 55,6% sobre um ano antes, a US$ 429,9 milhões. A Udemy teve prejuízo de US$ 77,6 milhões no período.

LEIA TAMBÉM: Trump fica de fora da lista da Forbes das 400 pessoas mais ricas dos EUA pela primeira vez

A empresa foi avaliada em US$ 3,3 bilhões numa rodada de financiamento em novembro passado. A expectativa é de que ela seja listada com uma avaliação muito mais alta.

A Udemy é o caso mais recente de empresas de educação online que buscam listar ações em Nova York, após a Coursera e a Nerdy abrirem capital no início deste ano.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em 30 de junho, cerca de 42% das empresas da Fortune 100 usavam o Udemy Business, serviço de aprendizagem corporativa da empresa, segundo o prospecto da oferta. A receita do negócio mais que dobrou em 2020.

A Udemy, que oferece mais de 183 mil cursos em 75 idiomas em mais de 180 países, lançou uma assinatura direta ao consumidor no início deste ano, oferta que ainda está em testes.

Ela compete com empresas como Pluralsight, Skillsoft e LinkedIn na oferta de treinamento corporativo e com a Coursera e edX em seu mercado voltado para o consumidor.

Morgan Stanley e JP Morgan são os coordenadores do IPO. A empresa planeja se listar na Nasdaq sob o símbolo “UDMY” (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: