Forbes 400: saiba quem são os bilionários mais jovens de 2021

Fundador da exchange de criptomoedas FTX, Sam Bankman-Fried, lidera a lista aos 29 anos.

Hank Tucker
Compartilhe esta publicação:
Forbes 400: saiba quem são os bilionários mais jovens de 2021
Forbes 400: saiba quem são os bilionários mais jovens de 2021

Zuckerberg (direita), Sam Bankman-Fried (meio) e Baiju Bhatt (esquerda) estão entre os dez mais jovens da lista

Acessibilidade


As fortes oscilações do mercado e o impressionante movimento de alta desde o início da pandemia da Covid-19 fizeram com que muitos millenials se tornassem ávidos investidores. E ninguém se beneficiou mais dessa obsessão por ações-memes e cripto-mania do que alguns de seus jovens pares.

A pessoa mais jovem na lista recém-lançada da Forbes 400 dos mais ricos dos Estados Unidos, Sam Bankman-Fried, de 29 anos, acumulou uma fortuna surpreendente de US$ 22,5 bilhões graças ao rápido crescimento da FTX, a exchange de criptomoedas que ele fundou há dois anos em Hong Kong, e seus próprios investimentos em criptomoedas. 

Com o objetivo de ser um garoto-propaganda do “altruísmo efetivo”, Bankman-Fried pretende ganhar o máximo de dinheiro possível para doar o maior valor onde for mais necessário. Ele ainda não aumentou suas doações. Em vez disso, investiu os lucros de volta em seu negócio para aumentar sua riqueza ainda mais.

Além do Mark Zuckerberg, ninguém nunca ficou tão rico tão jovem. Cerca de metade de sua fortuna está ligada aos tokens FTT da FTX, que ajudam os usuários a fazer negociações e obter descontos na exchange. A FTX atende a investidores de derivativos que buscam comprar ativos como opções de bitcoin e permite que os usuários negociem tokens atrelados a ações tradicionais. A empresa foi avaliada em US$ 18 bilhões por investidores privados em julho.

Os cofundadores millennials da exchange rival Coinbase Global, Brian Armstrong (38 anos) e Fred Ehrsam (33 anos), estreiam na Forbes 400 este ano também. A chegada dos dois à lista ocorre depois que a Coinbase se tornou pública em uma listagem direta em abril. 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A oferta pública inicial de julho do aplicativo de investimento Robinhood Markets fez com que o cofundador Baiju Bhatt, de 37 anos, também se tornasse um novato na lista, ficando pouco acima da linha de corte de US$ 2,9 bilhões.

Ao todo, 15 membros do Forbes 400 têm menos de 40 anos, ante 12 no ano passado. Seis deles aparecem na lista pela primeira vez. Brian Chesky e Joe Gebbia do Airbnb completaram 40 anos em agosto, saindo do grupo mais jovem, e o fundador do Nikola, Trevor Milton, saiu da lista este ano. Zuckerberg é a pessoa mais rica desse grupo por uma ampla margem, com uma fortuna de US$ 134,5 bilhões, seguido por seu colega em Harvard, Dustin Moskovitz (US$ 24,1 bilhões), que o ajudou a lançar o Facebook antes de iniciar a empresa de gerenciamento de fluxo de trabalho Asana.

Aqui estão os 15 membros mais jovens da Forbes 400. Os patrimônios líquidos são de 3 de setembro de 2021.

  • Sam Bankman-Fried

    Idade: 29

    Patrimônio líquido: US$ 22,5 bilhões

    Fonte de riqueza: Criptomoeda

    Em setembro, ele anunciou que mudaria a sede da FTX de Hong Kong para as Bahamas, onde há mais clareza regulatória em relação ao comércio de criptomoedas. A exchange está se tornando um nome familiar até mesmo para os neófitos das criptos. Qualquer pessoa que assistiu a um jogo da Major League Baseball neste verão viu patches da FTX nos uniformes dos árbitros, e a empresa pagou US$ 135 milhões em maio pelos direitos do nome da arena de basquete do Miami Heat.

    Reprodução
  • Evan Spiegel

    Idade: 31

    Patrimônio líquido: US$ 13,8 bilhões

    Fonte de riqueza: Snapchat

    Bobby Murphy

    Idade: 33

    Patrimônio líquido: US$ 15,2 bilhões

    Fonte de riqueza: Snapchat

    A fortuna dos cofundadores do Snapchat mais do que triplicou desde a lista do ano passado, à medida que as ações do aplicativo de mídia social dispararam para níveis recordes. O Snapchat introduziu seu recurso Spotlight em novembro passado para competir com o TikTok, inserindo vídeos em um novo feed e implementando um mercado para pagar os criadores de conteúdo populares. O Snap obteve uma receita recorde de US$ 982 milhões no segundo trimestre deste ano. Spiegel, que se tornou bilionário aos 25 anos, é o CEO; Murphy é o diretor de tecnologia da empresa.

    Reprodução/Forbes
  • Fred Ehrsam

    Idade: 33

    Patrimônio líquido: US$ 3,5 bilhões

    Fonte de riqueza: Exchange de criptomoedas

    Ehrsam foi cofundador da Coinbase Global em 2012 e deixou a empresa em 2017, mas manteve cerca de 6% de suas ações, que respondem pela maior parte de sua fortuna. Em 2018, ele fundou a Paradigm, uma empresa de investimentos com participações em dezenas de empresas de criptomoedas, incluindo Coinbase e FTX.

    Tammy Perez/GettyImages
  • Lukas Walton

    Idade: 35

    Patrimônio líquido: US$ 17,2 bilhões

    Fonte de riqueza: Walmart

    Walton é neto do fundador do Walmart, Sam Walton, e filho de John Walton, que morreu em um acidente de avião em 2005. Ele herdou um terço da fortuna do pai e atua como presidente do comitê de programa ambiental da Walton Family Foundation. Doou US$ 360 mil para a campanha presidencial de Joe Biden e seus comitês de arrecadação de fundos em 2020.

    Reprodução
  • Baiju Bhatt

    Idade: 36

    Patrimônio líquido: US$ 2,9 bilhões

    Fonte de riqueza: Aplicativo de negociação de ações

    Bhatt foi co-CEO do aplicativo de negociação sem comissão Robinhood Markets, até que deixou o cargo em novembro de 2020. Ele possui uma participação de 8% na empresa que abriu o capital com uma avaliação de US$ 32 bilhões em julho. Bhatt foi cofundador da Robinhood em 2013 com Vlad Tenev, que continua sendo o CEO e não entrou para a Forbes 400. A principal fonte de receita da Robinhood é a venda de pedidos de clientes para grandes empresas de comércio como Citadel Securities. A empresa pagou US$ 135 milhões em multas aos reguladores Finra e SEC no ano passado, para acertar as acusações de enganar clientes e manter contas bloqueadas durante interrupções no sistema.

    Reprodução
  • Mark Zuckerberg

    Idade: 37

    Patrimônio líquido: US$ 134,5 bilhões

    Fonte de riqueza: Facebook

    As ações do Facebook subiram mais de 50% quando a empresa ultrapassou US$ 100 bilhões de receita nos 12 meses findos em 30 de junho, adicionando quase US$ 50 bilhões à fortuna de Zuckerberg e tornando-o um dos oito centibilionários na Forbes 400 deste ano. Um juiz rejeitou a ação antitruste da Federal Trade Commission que visa as aquisições do Instagram e do WhatsApp pelo Facebook em junho, mas a FTC entrou com uma reclamação em agosto. O Facebook tem enfrentado duras críticas do governo Biden sobre permitir que informações antivacinas se espalhem em sua plataforma.

    Chesnot Colaborator/GettyImages
  • Dustin Moskovitz

    Idade: 37

    Patrimônio líquido: US$ 24,1 bilhões

    Fonte de riqueza: Facebook

    O Asana, que Moskovitz fundou com o colega do Facebook Justin Rosenstein em 2008, abriu o capital em uma listagem direta em setembro de 2020 e as ações mais do que triplicaram no ano seguinte. Moskovitz possui quase um terço da empresa de US$ 18 bilhões (capitalização de mercado), mas ainda tem a maior parte de seu patrimônio líquido atrelado a uma participação estimada de 2% no Facebook.

    Reprodução
  • Brian Armstrong

    Idade: 38

    Patrimônio líquido: US$ 11,5 bilhões

    Fonte de riqueza: Exchange de criptomoedas

    Armstrong é o CEO da Coinbase Global, e sua participação de 19% passou a valer 11 dígitos quando ele abriu o capital da empresa em uma listagem direta em abril. Ele atacou a SEC no Twitter em setembro, revelando que o regulador ameaçou processar a Coinbase se a empresa lançasse um recurso de empréstimo de criptomoedas. Amstrong também acusou o órgão de ser o único regulador que se recusou a se encontrar com ele quando o executivo esteve em Washington no mês de maio. Posteriormente, a Coinbase abandonou o plano de lançar o produto de empréstimo.

    Reprodução
  • Nathan Blecharczyk

    Idade: 38

    Patrimônio líquido: US$ 10 bilhões

    Fonte de riqueza: Airbnb

    O Airbnb abriu o capital em dezembro passado no maior IPO de 2020, ultrapassando uma avaliação de US$ 100 bilhões no primeiro dia de negociação. A receita da companhia de US$ 1,34 bilhão no segundo trimestre aumentou quase 300% ano a ano em comparação com o início da pandemia. Blecharczyk foi cofundador da empresa em 2008 com Chesky e Gebbia, ambos agora com 40 anos. Em agosto, o Airbnb anunciou que forneceria alojamento temporário gratuito para 20 mil refugiados afegãos.

    GettyImages
  • Scott Duncan

    Idade: 38

    Patrimônio líquido: US$ 6,2 bilhões

    Fonte de riqueza: Pipelines

    Duncan e seus três irmãos mais velhos herdaram cada um uma participação na empresa de dutos Enterprise Products Partners após a morte de seu pai, Dan Duncan, em 2010. As ações da companhia se recuperaram de uma queda acentuada em 2020, quando os preços do petróleo despencaram, mas ainda estão abaixo dos níveis pré-pandêmicos.

    Reprodução
  • R.J. Scaringe

    Idade: 38

    Patrimônio líquido: US$ 3,4 bilhões

    Fonte de riqueza: Veículos elétricos

    Scaringe estreia na lista depois que sua empresa, Rivian, foi avaliada em US$ 27,6 bilhões em janeiro de 2021, e Amazon, Ford e T. Rowe Price lideraram uma rodada de financiamento, em julho, que injetou mais US$ 2,5 bilhões para elevar o financiamento total a US$ 10,5 bilhões – tudo antes de entregar sequer um carro elétrico aos seus clientes. A empresa diz que a produção de sua picape elétrica R1T começou em setembro, com seu SUV R1S sendo o próximo na linha.

    Reprodução
  • Ernest Garcia III

    Idade: 39

    Patrimônio líquido: US$ 9,3 bilhões

    Fonte de riqueza: Carros usados

    Garcia fundou a Carvana como uma subsidiária da concessionária de carros usados ​​de seu pai, DriveTime, em 2012. A empresa vende carros usados ​​online e permite que os clientes os busquem em máquinas de venda automática gigantes. Ernest Garcia II é o maior acionista da empresa de seu filho e vendeu bilhões de dólares em ações quando os preços dispararam nos últimos 18 meses. Em agosto, o DMV da Carolina do Norte suspendeu a Carvana de vender carros em Raleigh até janeiro de 2022 por violar as leis de licenciamento de concessionárias.

    Carnava
  • Lynsi Snyder

    Idade: 39

    Patrimônio líquido: US$ 4,2 bilhões

    Fonte de riqueza: In-N-Out Burger

    Snyder, a única mulher com menos de 40 anos na Forbes 400, herdou a rede de hambúrgueres In-N-Out que seus avós fundaram em 1948. Ela se tornou presidente da In-N-Out em 2010 aos 27 anos – seu pai e seu tio morreram jovens na década de 1990 – e criou mais de cem unidades, incluindo seus dois primeiros restaurantes no Colorado em novembro passado.

    Reprodução
  • Ben Silbermann

    Idade: 39

    Patrimônio líquido: US$ 3,3 bilhões

    Fonte de riqueza: Redes sociais

    Silbermann, o cofundador e CEO do Pinterest, é outro recém-chegado à Forbes 400, depois que as ações do site de compartilhamento de fotos mais que dobraram desde a lista do ano passado. Ele lançou a primeira versão do Pinterest para desktop em 2010, e a receita da empresa cresceu quase 50%, para US$ 1,7 bilhão em 2020, à medida que os usuários usaram o site para compartilhar receitas ou ideias de decoração para a casa durante a pandemia.

    GettyImages

Sam Bankman-Fried

Idade: 29

Patrimônio líquido: US$ 22,5 bilhões

Fonte de riqueza: Criptomoeda

Em setembro, ele anunciou que mudaria a sede da FTX de Hong Kong para as Bahamas, onde há mais clareza regulatória em relação ao comércio de criptomoedas. A exchange está se tornando um nome familiar até mesmo para os neófitos das criptos. Qualquer pessoa que assistiu a um jogo da Major League Baseball neste verão viu patches da FTX nos uniformes dos árbitros, e a empresa pagou US$ 135 milhões em maio pelos direitos do nome da arena de basquete do Miami Heat.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: