Forbes Radar: Dotz, Cesp, MRV, Helbor, Mitre Realty e outros destaques corporativos

Últimas notícias sobre: Notre Dame, Vale, Fleury, JBS, Camil, Embraer, Eletrobras, Facebook, Petrobras e CM Hospitalar.

Iasmin Paiva
Compartilhe esta publicação:

Arte / Forbes

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (19), a JBS (JBSS3) e a Camil (CAML3) anunciam a emissão de novas debêntures simples pelo valor de R$ 1,2 bilhão, cada companhia. Também é dia de prévias operacionais, referentes ao 3° trimestre, da MRV (MRVE3), da Helbor (HBOR3), e da Mitre Realty (MTRE3).

O grupo Votorantin e o CPP Investments anunciaram a construção de uma nova companhia energética no Brasil, que terá valor de mercado de R$ 17 bilhões e ações listadas no Novo Mercado da B3. E a Dotz (DOTZ3) disponibilizou o resgate dos pontos em bitcoins em sua plataforma.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Veja estes e outros destaques corporativos:

Dotz (DOTZ3)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A companhia anunciou na véspera (18) que já está disponível, em sua plataforma, o resgate dos pontos disponíveis em bitcoins (BTC). Com isso, seus clientes poderão usar seus pontos para adquirir criptomoedas através do catálogo do programa de recompensa.

MRV (MRVE3)

A MRV&Co teve alta de lançamentos e vendas no terceiro trimestre, uma vez que os desempenhos de seu negócio de gestão de empreendimentos e da unidade AHS nos Estados Unidos compensaram o recuo na sua divisão principal de construção de prédios de apartamentos no Brasil.

A companhia anunciou nesta segunda-feira que o volume de lançamentos do conglomerado imobiliários de julho a setembro somou R$ 2,08 bilhões, alta de 0,5% sobre um ano antes.

Considerando apenas o resultado da divisão principal MRV, a companhia apurou queda de 10,2%, a R$ 1,65 bilhão. No entanto, os lançamentos da unidade gestão de empreendimentos Luggo, de R$ 390 milhões, compensaram a queda no total.

Já as vendas totais no trimestre somaram R$ 2,014 bilhões no trimestre, alta de 2,4% ano a ano, com impulso da AHS, unidade dos Estados Unidos, cujas vendas dispararam 70,4%.

Considerando apenas a unidade principal MRV, as vendas caíram 30,8%, para R$ 1,354 bilhão, em linha com o desempenho mais fraco do setor já reportado por outras empresas que divulgaram seus dados operacionais do terceiro trimestre, como Cyrela e Eztec.

Para a divisão AHS, a perspectiva da MRV é de poder registrar as receitas de quatro empreendimentos, que correspondem a US$ 184 milhões em valor geral de vendas (VGV) neste quarto trimestre e no primeiro quarto de 2022.

Segundo Menin, a empresa seguirá expandindo seus negócios para clientes de média renda e nos EUA, até ter uma composição de receita mais diversificada. “Daqui a 5 anos, 50% da receita estará fora do Brasil”, disse ele.

Helbor (HBOR3)

As vendas brutas da companhia no terceiro trimestre deste ano atingiram R$ 421 milhões, alta de 8,9% em relação ao trimestre anterior. A velocidade das vendas, medida pelo VSO, foi de 14,4%.

Nos últimos três meses, a construtora entregou 2 empreendimentos, totalizando R$ 299 milhões de VGV total. Já no acumulado do ano, a Helbor entregou 8 novos empreendimentos, com R$ 1,01 bilhão de VGV total.

Notre Dame (GNDI3)

A companhia aprovou a emissão de debêntures simples, no valor total de R$ 1,2 bilhão.

Vale (VALE3)

A Vale e a produtora de aço chinesa Jiangsu Shagang assinaram um memorando de entendimento para desenvolvimento de soluções para a siderurgia, focadas na redução das emissões de carbono, informou hoje (18) a mineradora.
Segundo o comunicado, as duas empresas pretendem realizar estudos de viabilidade econômica para a utilização de produtos de menor impacto de carbono no processo de fabricação do aço, como itens de minério de ferro de alta qualidade, e cooperação em plantas Tecnored.
“Esta iniciativa contribui para alcançar o compromisso da Vale de reduzir 15% das emissões líquidas de Escopo 3 até 2035”, afirmou a mineradora.
Além disso, a Vale ressaltou que busca reduzir suas emissões absolutas de Escopo 1 e 2 em 33% até 2030 e alcançar neutralidade até 2050, em linha com o Acordo de Paris.
Fleury (FLRY3)

O grupo de medicina diagnóstica Fleury anunciou hoje (18) que acertou a compra do rival menor Marcelo Magalhães, de Pernambuco, numa operação avaliada em R$ 384,5 milhões.

De acordo com fato relevante, o grupo Marcelo Magalhães tem 13 unidades na região metropolitana de Recife, capital do Estados, e tem receita bruta estimada dos últimos 12 meses até julho de R$ 114 milhões.

JBS (JBSS3)

A companhia anunciou sua sétima emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, no total de até R$ 1,2 bilhão. Os recursos serão direcionados para a aquisição de bovinos de produtores rurais.

Mitre Realty (MTRE3)

A empresa registrou venda líquida de R4 147,2 milhões no terceiro trimestre, retração de 42,5% na comparação anual. O VSO do mesmo período foi 20,3%, ante 50,3% registrados em 2020, redução decorrente da maior maior base de estoque disponível para a venda, segundo a companhia.

Ao final do trimestre, a Mitre detinha 938 unidades em estoque, um total de R$ 603,3 milhões em VGV.

Camil (CAML3)

A companhia anunciou sua 11° emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, no total de até R$ 650 milhões.

Embraer (EMBR3)

A fabricante brasileira de aeronaves Embraer informou hoje (18) que assinou um memorando de entendimento com a Fokker Techniek e a Fokker Services para exploração conjunta nos mercados de defesa, aviação comercial, serviços e suporte.

Segundo o comunicado, nos próximos meses, as parceiras discutirão oportunidades em novos projetos. Para o segmento de defesa, isso inclui a aeronave de transporte C-390 Millennium, além da conversão de aeronaves de missão e transporte especial.

Na aviação comercial, as empresas avaliarão desenvolver aeronaves movidas a hidrogênio, diz o documento.

Eletrobras (ELET3; ELET6)

O presidente Jair Bolsonaro editou um Decreto que regulamenta a responsabilidade da Eletrobras pela revitalização das bacias hidrográficas do Rio São Francisco e do Rio Parnaíba e daquelas nas áreas de influência dos reservatórios da usina hidrelétrica de Furnas. O Decreto será publicado no Diário Oficial da União e cumpre o previsto na Lei 14.182, que trata da desestatização da companhia elétrica.

Facebook (FBOK34)

O Facebook Inc planeja criar 10.000 empregos na União Europeia nos próximos cinco anos, disse o gigante da mídia social na segunda-feira, para ajudar a construir o chamado metaverso – um mundo online em que as pessoas podem usar diferentes dispositivos para se mover e se comunicar em um ambiente virtual.

O presidente-executivo da empresa, Mark Zuckerberg, tem falado sobre metaverso desde julho e a palavra da moda, cunhada pela primeira vez em um romance distópico três décadas antes, tem sido referenciada por outras empresas de tecnologia, como a Microsoft.

A companhia, que investiu pesadamente em realidade virtual (VR, na sigla em inglês) e realidade aumentada (AR, na sigla em inglês), incluindo a compra de empresas como a Oculus, pretende conectar seus quase três bilhões de usuários por meio de vários dispositivos e aplicativos.

Zuckerberg acredita que o metaverso seria acessível em VR, AR, computadores pessoais, dispositivos móveis e consoles de jogos.

Já foram comprometidos US$ 50 milhões para construir o metaverso e testar um novo aplicativo de trabalho remoto onde os usuários de headsets Oculus Quest 2 podem realizar reuniões como versões de avatar de si mesmos.

Embora o Facebook não tenha dito para quais funções seriam contratados e onde seriam estabelecidos, a empresa tem enfrentado investigações antitruste na região e é frequentemente criticada por segurança online e discurso de ódio em sua plataforma.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A companhia petrolífera negou risco de desabastecimento e afirmou estar maximizando sua produção, segundo comunicado em esclarecimento de notícias sobre cortes no atendimento de pedido de combustíveis.

A empresa retomou o Relatório de Produção e Vendas do segundo trimestre deste ano, no qual operou seu parque de refino com um fator de utilização de 79% durante todo o primeiro semestre. Resultado está em linha com a média registrada em 2020, e acima dos números de 2019 (77%) e de 2018 (76%).

Cesp (CESP6)

O grupo Votorantin e o CPP Investments anunciaram a construção de uma nova companhia energética no Brasil, que terá valor de mercado de R$ 17 bilhões e ações listadas no Novo Mercado da B3. As companhias reunião esforços sob uma holding que será controlada meio a meio.

A operação foi apresentada na véspera (18) para o conselho de administração da gestora para obter o aval dos acionistas. Sob as operações já existentes de cada empresa, estará a Cesp, que sofrerá uma reorganização societária e terá todas as suas ações incorporadas pela VTRM.

CM Hospitalar (VVEO3)

A CM adquiriu a Tecno4 e a Pointmed por R$ 43 milhões. Ambas sediadas em São Paulo, as companhias compradas atuam na importação e distribuição de instrumentos e materiais para uso médico e hospitalar.

Compartilhe esta publicação: