Forbes Radar: Neoenergia, Gol, Tesla, Petrobras e outros destaques corporativos

Últimas notícias sobre: Neoenergia, Ecorodovias, Gol, Tesla, Petrobras, Hypera, Positivo Tecnologia, 99, EDP, Volvo, Azul e Camil.

Mariangela Castro
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (26), veja o resultado da Ecorodovias referente ao terceiro trimestre de 2021. A companhia registrou crescimento de 19,7% na receita líquida e 100,7% no lucro líquido, em relação ao mesmo período do ano passado.

A Gol Linhas Aéreas finaliza o refinanciamento da dívida bancária de curto prazo, com volume de R$1,2 bilhão, por meio da emissão da 7ª série de debêntures da empresa.

A montadora norte-americana Tesla é avaliada em cerca de US$ 1 trilhão, após encomenda de cem mil carros feita pela Hertz, ultrapassando o valor de mercado do Facebook.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Neoenergia (NEOE3)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Neoenergia, companhia com atuação nos segmentos de distribuição, transmissão, geração e comercialização do setor de energia, anuncia na manhã de hoje (26) os resultados referentes ao terceiro trimestre de 2021. A teleconferência será às 10h, horário de Brasília.

Ecorodovias (ECOR3)

A Ecorodovias Infraestrutura e Logística divulgou na noite de ontem (26) os resultados referentes ao terceiro trimestre de 2021 e aos primeiros nove meses do ano. Em comparação com o terceiro trimestre de 2020, a empresa cresceu em 17,7% no tráfego consolidado de veículos e a receita líquida teve alta de 19,7%, para R$923,0 milhões, ou R$2.615,9 milhões nos primeiros nove meses.

O Ebitda ajustado da companhia totalizou R$ 636,4 milhões neste terceiro trimestre, ganhos de 20,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. E lucro líquido foi divulgado em R$ 143,7 milhões, 100,7% a mais do que a marca de 2020.

GOL (GOLL4)

A Gol Linhas Aéreas finalizou na manhã de hoje (26) o refinanciamento da dívida bancária de curto prazo, com volume de R$1,2 bilhão, por meio da extensão da 7ª Série de Debêntures e da emissão da 8ª Série de Debêntures Simples Não-Conversíveis da GLA, uma das unidades operacionais da companhia.

A transação é realizada com esforços restritos e foi liderada por um sindicato de bancos formado por UBS BB., Bradesco BBI. e Santander. Essa emissão de debêntures representa a última etapa de esforços da companhia para retornar sua dívida bancária de curto prazo a um montante aproximado de R$ 0,5 bilhão.

Tesla (TSLA34)

As ações da Tesla dispararam ontem (25), superando suas máximas históricas, depois que a Hertz anunciou que fez a maior encomenda de veículos elétricos de todos os tempos. A empresa adquiriu cem mil carros da Tesla em uma tentativa de reverter o negócio de aluguel de automóveis que vem passando por dificuldades.

As ações da Tesla subiram mais de 9% na segunda-feira, para US$ 998, pouco antes das 14h do horário de Brasília. Com isso, o papel ultrapassou o recorde anterior de US$ 909,68 de sexta-feira (22) e impulsionou o valor de mercado da montadora para pouco mais de US$ 1 trilhão.

A alta da cotação começou no pré-mercado, imediatamente após a Bloomberg informar que a Hertz encomendou os cem mil veículos Tesla para serem entregues antes do final do ano que vem. A empresa tem como objetivo a eletrificação da frota de aluguel de carros.

Em uma nota, o analista da Wedbush Dan Ives destaca que o pedido marca não apenas a maior encomenda da Tesla até agora, mas também a maior encomenda de veículo elétrico já feita, devido ao valor de US$ 4,2 bilhões.

Em um comunicado, a Hertz disse que os clientes poderão alugar o Tesla Model 3s a partir do início de novembro. E ressaltou também que o pedido ajudará os veículos elétricos a compor mais de 20% da frota global da empresa.

As ações da Hertz, que são negociadas no mercado de balcão e não mais listadas nas principais bolsas, ficaram praticamente estáveis ​​depois de caírem 3% na sexta-feira.

O impulso promovido pela Hertz ajudou a tornar a Tesla mais valiosa do que o gigante da mídia social Facebook, que vale cerca de US$ 918 bilhões na segunda-feira. Nos Estados Unidos, apenas Apple, Microsoft, Amazon e Alphabet, pai do Google, valem mais do que a Tesla.

A fortuna do CEO da Tesla, Elon Musk, cresceu espantosos US$ 18,7 bilhões na segunda-feira de manhã, enquanto as ações da empresa dispararam. A pessoa mais rica do mundo, Musk vale agora tem uma fortuna de US$ 248 bilhões, de acordo com a Forbes.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras elevará o preço médio do diesel nas refinarias em 9,15% e o da gasolina em 7,05%, a partir de hoje, refletindo parte da elevação do barril do petróleo no mercado internacional e da taxa de câmbio, afirmou a companhia em comunicado à imprensa ontem.

Com os ajustes, o diesel, o combustível mais comercializado do país, passará a ser vendido às distribuidoras a R$ 3,34 por litro, acumulando uma alta de 65% neste ano até o momento, segundo cálculos da Reuters a partir de dados da companhia.

A gasolina passará a ser comercializada a R$ 3,19 por litro, acumulando avanço de 73% no ano.

Na nota, a empresa afirmou que “reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos, das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais”.

A Petrobras destacou ainda que o alinhamento de preços ao mercado internacional se mostra especialmente relevante no momento que vivenciamos, com a demanda atípica recebida pela Petrobras para novembro de 2021.

Hypera (HYPE3)

A Hypera espera compensar pressões de custos das matérias-primas nos próximos meses com portfólio de medicamentos recentemente adquiridos e o lançamento de novos produtos, afirmaram executivos da farmacêutica ontem (25).

A empresa divulgou na última sexta-feira (22) alta de 33% no lucro líquido do terceiro trimestre, mas a margem bruta ficou praticamente estável, em 63,9%, na comparação anual. Enquanto isso, a margem Ebitda recuou 0,5 ponto percentual, a 35,6%.

Em teleconferência com analistas, o presidente da Hypera, Breno de Oliveira, afirmou que o objetivo da companhia é manter nos próximos meses o nível de margem Ebitda em “mid-thirties”, conforme navega por pressões que incluem o peso da alta do dólar sobre insumos importados.

Segundo o diretor financeiro, Adalmario do Couto, a Hypera, dona de marcas como Coristina D, Addera e Buscopan, conseguiu no trimestre compensar parte das pressões de custos com aumento nos preços dos medicamentos e tem suas necessidades de matéria-prima protegidas durante o ano a um câmbio de R$ 5,30 por dólar.

“Temos conseguido compensar em parte a pressão principalmente com o mix de produtos de marcas adquiridas, que têm margem superior, e também com o ‘pipeline’ de novos produtos, que na média têm margem bem superior à média da compahia”, disse Couto. Ele acrescentou que a Hypera tem atualmente um conjunto de 350 novos produtos em desenvolvimento.

Positivo Tecnologia (POSI3)

A Positivo Tecnologia divulgou ontem (25) parceria com a empresa global Transsion Holdings LTD.CO para a fabricação, comercialização e assistência técnica dos aparelhos smartphones da marca Infinix Mobile, com exclusividade, em todo território nacional.

99

A carteira digital da empresa de transporte por aplicativo 99 vai incluir na plataforma a possibilidade de clientes receberem cashback na forma de bitcoins, na primeira incursão do grupo controlado pela chinesa Didi em moedas digitais.

A empresa explicou que o aplicativo funciona de forma separada da app de transporte da 99. Por isso, não é possível fazer pagamento de corridas diretamente com bitcoins, já que os valores devem ser primeiro convertidos em reais.

A modalidade, que entra em vigor em 3 de novembro, é parte de um conjunto de funcionalidades que a 99Pay está incluindo no aplicativo de pagamentos lançado em agosto de 2020 para aumentar a frequência de transações de clientes. Agora, o app também permitirá compartilhamento de mensagens com fotos, comentários e emojis, como em redes sociais.

Segundo o diretor da 99Pay, a inclusão de recompensas em bitcoins é resultado de pesquisa contratada pela companhia, que mostrou que, 81% dos usuários de bancos digitais conhecem ou já ouviram falar sobre criptomoedas e que 54% não investem nesses ativos, mas têm interesse em começar.

Como virão na forma de cashback, os clientes não precisarão ser “um investidor experiente ou aplicar grande quantidade de dinheiro”, afirmou Orsolini Filho, em nota.

O bitcoin exibia alta de 3,35% hoje (25), cotado a US$ 62,9 mil.

A carteira digital também vai incorporar ainda em 2021 a opção de dividir as despesas dentro da plataforma, podendo ser usada para repartir gastos da casa em restaurantes, por exemplo.

EDP (ENBR3)

A elétrica EDP anunciou ontem (25) investimento em usina fotovoltaica com capacidade instalada de 209 MWac no Rio Grande do Norte.

O empreendimento Monte Verde Solar, em parceria com a EDP Renováveis, já está outorgado e com garantia de conexão ao sistema de transmissão e possui “power purchase agreement” (PPA) de 15 anos com a EDP Comercializadora, que por sua vez já alocou esta energia em contratos com a mesma duração, disse a companhia em comunicado.

A previsão é que a usina entre em operação em 2024. O valor do investimento não foi divulgado.

“Com o investimento neste projeto, avançamos em nossa meta, anunciada no Plano Estratégico 2021-2025, de elevar o tamanho de nosso parque solar no Brasil em mais de 25 vezes em relação a 2020”, disse o CEO da EDP Brasil, João Marques da Cruz, em nota.

“É um passo importante em nossa proposta de substituir a geração hídrica por solar, mitigando o efeito do risco hidrológico em nosso portfólio.”

A geração solar está entre os eixos estratégicos para o crescimento da EDP no Brasil até 2025, quando a companhia pretende atingir a marca de 1 GWp em capacidade instalada nessa modalidade.

Com o anúncio do projeto Monte Verde Solar, o portfólio da EDP neste segmento chega a cerca de 310 MWp.

Volvo (VOLV-B)

A Volvo Cars encolheu sua oferta pública inicial, fixando o preço na parte inferior de uma faixa anunciada anteriormente e avaliando o negócio de propriedade da Geely em pouco mais de US$ 18 bilhões.

Os mercados de IPOs europeus e norte-americanos foram atingidos por cancelamentos à medida que a inflação e os cortes da cadeia de abastecimento global aumentaram a volatilidade das bolsas, enquanto outras empresas relataram planos de adiamento.

A Volvo Cars, que já havia dito que seu IPO custaria entre 53 coroas (US$ 6,2) a 68 coroas por ação, disse que agora está optando por 53 coroas. Ao preço atual, a Volvo Cars seria avaliada em pouco mais de US$ 18 bilhões, bem abaixo dos US$ 23 bilhões que ela esperava no topo da faixa de preços do IPO.

A Volvo Cars disse que planeja arrecadar cerca de 20 bilhões de coroas suecas (US$ 2,3 bilhões), uma queda de um quinto em relação à meta anterior.

Camil (CAML3)

A Camil Alimentos divulgou na noite de ontem (25) a conclusão da aquisição do uso da marca Seleto pela Camil. A transação está alinhada com a estratégia da companhia de diversificação de categoria, inaugurando sua entrada no segmento de café.

(Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: