Forbes Radar: Nubank, Movida, Ford, Weg e outros destaques corporativos

Últimas notícias sobre: Banco Inter, Multiplan, Kepler Weber, Telefônica Brasil, Apple, Spotify, McDonald’s, LG Display e Bunge

Mariangela Castro
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (28), saiba que Nubank anunciou o seu pedido de IPO nos Estados Unidos por meio da SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, na sigla em inglês). O banco também pediu registro de distribuição BDR no Brasil. 

A Movida, empresa de aluguel de automóveis, divulga lucro líquido de R$ 259,4 milhões no terceiro trimestre de 2021, sete vezes maior que o registrado no mesmo período de 2020.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O mesmo aconteceu com a Ford, também do setor automotivo, que teve lucro maior que o esperado pelo mercado no terceiro trimestre, a US$ 1,8 bilhão.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Nubank

O Nu Holdings, controladora do Nubank, informou ontem (27) que protocolou o registro preliminar de IPO, nos Estados Unidos, por meio da SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA.

Ao mesmo tempo, o banco realizou o pedido de registro de emissor estrangeiro junto a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), para a negociação e oferta de distribuição de BDR (Brazilian Depositary Receipts).

Em comunicado divulgado em sua página, o Nubank afirmou que o pedido foi realizado de forma confidencial, deste modo ainda não consta nos registros da CVM ou da SEC. O banco afirmou, por fim, que o pedido ainda não constitui uma oferta de venda.

Movida (MOVI3)

A empresa de aluguel de automóveis Movida divulgou na manhã de hoje (28) seus resultados do terceiro trimestre de 2021. Com frota total de 168 mil carros, a companhia teve lucro líquido de R$ 259,4 milhões, sete vezes maior que o registrado no mesmo período de 2020, e receita líquida de de R$ 1,6 bilhão, 52,1% em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

Também em comparação com o terceiro trimestre de 2020, a receita líquida de aluguéis teve crescimento de 85,1%, para R$ 730,6 milhões. Já o EBITDA consolidado foi de R$ 613,4 milhões, com margem de 84%.

Banco Inter (BIDI11)

O Banco Inter teve lucro no terceiro trimestre, no momento em que procura mostrar a investidores que o negócio é rentável antes de buscar uma listagem nos Estados Unidos. O banco digital anunciou ontem (27) que teve lucro líquido de R$ 19,2 milhões no terceiro trimestre. Um ano antes, a empresa havia tido prejuízo de R$ 8,1 milhões.

Segundo a companhia, a diferença reflete aumento nas receitas de crédito e das transações no marketplace. No fim de setembro, a carteira de crédito ampliada do Banco Inter somava 15,9 bilhões, alta de 116% ano a ano.

O saldo de provisão para perdas esperadas com inadimplência ficou em 2,5% da carteira, estável, enquanto o índice de inadimplência acima de 90 dias representou 2,8% da carteira, redução de 0,7 ponto percentual na comparação anual.

Segundo o relatório, o banco tinha 13,9 milhões de clientes no fim do terceiro trimestre, um avanço de 94% em 12 meses.Destes, cerca de 7,9 milhões eram considerados clientes ativos.

O Inter informou ainda que o custo de aquisição de clientes de julho a setembro atingiu 30,74 reais cada, um crescimento de 39% na comparação anual. Por fim, o volume total de vendas (GMV) de seu marketplace atingiu 946 milhões de reais no trimestre, aumento de 151% na comparação anual.

A unit do Banco Inter acumula queda de 53% desde a máxima de julho, em meio à deterioração do cenário macroeconômico brasileiro, com aumento dos juros para conter a inflação, o que deve afetar negócios baseados de rápido crescimento, como as plataformas digitais de serviços financeiros.

Ford (FDMO34)

A Ford divulgou ontem (27) lucro mais forte do que o esperado para o terceiro trimestre e aumentou previsão de resultado para o ano, já que a forte demanda por picapes ajudou a compensar o impacto causado pela escassez de chips.

Num sinal de que está administrando melhor a crise no fornecimento de microprocessadores, a Ford, com vendas de US$ 35,7 bilhões, gerou mais receita do que a General Motors. A GM ontem divulgou faturamento de US$ 26,8 bilhões.

O lucro líquido da Ford foi de US$ 1,8 bilhão, abaixo dos US$ 2,4 bilhões de um ano antes. O lucro por ação foi de US$ 0,45, ante US$ 0,60 no mesmo período de 2020.

Weg (WEGE3)

A Weg reportou ontem (27) lucro líquido de R$ 812,9 milhões no terceiro trimestre, alta de 26,2% na comparação anual, guiado por uma melhora da atividade industrial e pela boa demanda nos mercados em que a companhia atua.

Tal desempenho, segundo a empresa, também foi positivamente impactado por créditos referentes à exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e Cofins.

A companhia, que atua no setor de bens de capital com soluções em máquinas elétricas, automação e tintas, informou também que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) avançou 22,3%, para R$ 1,14 bilhão.

A margem Ebitda, porém, caiu 1 ponto percentual na base ano a ano, para 18,5%, com a empresa citando entre os fatores os desafios na cadeia de suprimentos global e consequente aumento dos custos das matérias-primas.

A receita operacional líquida cresceu 29,1%, para 6,2 bilhões de reais, com alta de 40,6% no mercado interno e de 20,3% no externo. Em dólar, a receita no mercado externo subiu 23,6%.

Multiplan (MULT3)

A Multiplan divulgou ontem (27) que fechou o terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 99,4 milhões, forte queda em relação ao mesmo período do ano passado, quando o resultado da gestora de shoppings foi catapultado pela venda de um edifício na cidade de São Paulo por R$ 810 milhões.

A empresa havia reportado lucro líquido de R$ 93,8 milhões no segundo trimestre deste ano. O resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 216 milhões, queda de cerca de 70% sobre o resultado de um ano antes, mas avanço de 21% sobre o trimestre imediatamente anterior.

Segundo a empresa, os lojistas dos shoppings centers da Multiplan tiveram vendas de R$ 3,7 bilhões de julho a setembro, equivalente a 98,3% das vendas do mesmo período de 2019 e 168,3% do faturamento apurado no terceiro trimestre do ano passado.

“Em setembro, todos os 19 shopping centers da companhia operaram em tempo integral e a correlação entre as horas em operação e as vendas mostrou-se forte novamente”, afirmou a Multiplan no balanço.

Com medidas de isolamento social flexibilizadas, as vendas mesmas lojas dos lojistas da Multiplan cresceram 72,7% em relação ao terceiro trimestre do ano passado, com expansão de 97,4% em vestuário. Em relação ao terceiro trimestre de 2019, o indicador evoluiu 1,5%.

A taxa de ocupação dos shoppings ficou em 95,2%, aumento de 66 pontos básicos em relação ao trimestre anterior, “o maior aumento trimestre a trimestre desde o terceiro trimestre de 2012”, afirmou a Multiplan, acrescentando que elevou o aluguel cobrado dos lojistas “como resultado da recuperação das vendas e das medidas implementadas para reduzir encargos comuns”.

Kepler Weber (KEPL3)

A Kepler Weber, empresa de equipamentos para armazenagem e pós colheita de grãos na América Latina, anunciou ontem (27) que atingiu receita líquida de R$ 330,5 milhões no terceiro trimestre de 2021, 63,9% a mais que o registrado no mesmo trimestre, em 2020. No acumulado do ano, a receita líquida da empresa é de R$ 809,3 milhões.

Já o lucro líquido ajustado atingiu R$ 43,4 milhões no trimestre, com margem líquida de 13,1% e 1,2 pontos percentuais maior que o do ano anterior, no mesmo período. Por fim, o EBITDA foi de R$ 63,3 milhões. Em 2020, o valor registrado era de R$ 38,5 milhões, 64,4% menor.

Telefônica Brasil (VIVT3)

A Telefônica Brasil anunciou ontem (27) acordo não vinculante para formar uma joint-venture em partes iguais com o grupo educacional nima, com foco na criação de uma plataforma de cursos digitais.

A companhia afirmou que a joint-venture deve começar a operação no início de 2022 com equipe própria e independente. O foco será em cursos livres em áreas como tecnologia, gestão, negócios e turismo.

Operadoras de telecomunicações estão buscando ampliar seu portfólio, agregando aplicações como internet das coisas e telemetria, impulsionadas por investimentos maciços em banda larga e de olho nas possibilidades que serão abertas pela chegada da tecnologia 5G.

A aliança entre Telefônica Brasil e nima é semelhante a uma anunciada no início de julho pela TIM com o maior grupo privado de ensino do país, a Cogna, focada em cursos digitais de educação superior e livres.

Apple (AAPL34)

A Apple informou ontem (27) que 175 de seus fornecedores se comprometeram a usar energia renovável para o trabalho que fazem para a companhia, ajudando a trazer mais de 9 gigawatts de energia limpa para as redes elétricas.

As empresas devem se comprometer a usar fontes de energia como solar ou eólica, o que faz parte dos esforços da Apple anunciados no ano passado para que seus produtos tenham o que chama de impacto climático “líquido zero”.

Entre a nova rodada de fornecedores está a SK Hynix da Coreia do Sul, que fornece chips de memória para dispositivos Apple e será uma das primeiras empresas coreanas a aderir ao programa da empresa.

Também se juntará ao fabricante franco-italiano de chips STMicroelectronics, um dos principais fornecedores de sensores e outros chips para iPhones que, segundo a Apple, iniciou nove novos projetos de energia renovável desde que se comprometeu com o programa. A Apple agora tem fornecedores no programa em 24 países, incluindo Índia, Japão e Coreia do Sul.

A empresa também anunciou estar fornecendo financiamento para 10 projetos menores de energia renovável com o objetivo de ajudar comunidades com poucos recursos.

Spotify (S1PO34)

O Spotify Technology superou as estimativas de Wall Street para a receita do terceiro trimestre, à medida que mais usuários assinavam seu serviço premium e anunciantes faziam fila para veicular anúncios entre músicas e podcasts.

Os assinantes premium, que respondem pela maior parte da receita da empresa, atingiram 172 milhões, ante expectativas dos analistas de 171,7 milhões. O total de usuários ativos mensais aumentou 19%, para 381 milhões.

A receita total subiu 27%, para € 2,50 bilhões no terceiro trimestre, superando os € 2,45 bilhões esperados por analistas, de acordo com dados do IBES da Refinitiv. A empresa registrou um lucro líquido de € 2 milhões, em comparação com um prejuízo de € 101 milhões um ano antes. A receita com anúncios, que caiu no auge da pandemia, saltou 75%, para € 323 milhões, e a empresa planeja contratar centenas de funcionários para aumentar ainda mais as vendas de anúncios.

A empresa também tem investido pesado em seu negócio de podcast para rivalizar com o da Apple e, tardiamente, lançou uma plataforma de assinatura paga para podcasters nos Estados Unidos e a abriu para publicidade. “Estamos vendo muita demanda no lado do podcasting, o que está atraindo mais anunciantes”, disse o presidente-executivo, Daniel Ek, em uma entrevista.

A empresa prevê receita no quarto trimestre de € 2,54 bilhões a € 2,68 bilhões com expectativa de 177 a 181 milhões de assinantes premium. A extremidade superior de ambas as medidas supera as médias das estimativas dos analistas – de € 2,62 bilhões para a receita e 180 milhões de assinantes.

McDonald’s (MCDC34)

O McDonald’s divulgou ontem (27) que os preços mais elevados do menu nos Estados Unidos e refeições com tema de celebridades ajudaram a impulsionar as vendas trimestrais comparáveis mais do que o esperado, apesar da dificuldade de manter os restaurantes abertos em plena capacidade por causa da escassez de mão de obra e surtos de Covid-19.

As vendas nas mesmas lojas nos EUA aumentaram 9,6% no terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro, em comparação com estimativas de crescimento de 8,27%, de acordo com dados IBES Refinitiv.

As vendas globais comparáveis subiram 12,7% no trimestre contra estimativas de alta de 10,31%, à medida que os mercados internacionais se recuperavam da pandemia.

A escassez de mão de obra nos EUA fez com que alguns locais fechassem mais cedo e perdessem a velocidade do serviço, disse o presidente-executivo, Chris Kempczinski, acrescentando que os problemas não são “insolúveis”.

O McDonald’s também aumentou os preços no EUA em cerca de 6% em relação a 2020 para ajudar a cobrir os custos crescentes de commodities e mão de obra. A rede de fast-food, que tem buscado aumentar as vendas digitalmente, lançou um novo programa de fidelidade nos EUA, ao mesmo tempo em que dobrou a aposta em publicidade.

O lucro líquido aumentou 22%, para US$ 2,15 bilhões, com o lucro de US$ 2,76 por ação em uma base ajustada, superando as estimativas de US$ 2,46 por ação.

LG Display (KRX: 034220)

A LG Display divulgou ontem (27) que seu lucro operacional no terceiro trimestre mais do que triplicou, já que a forte demanda por televisão aumentou os preços dos painéis. A sul-coreana, porém, explicou que espera que a onda de compras provocada pela pandemia diminua no próximo ano.

O lucro operacional da empresa, fornecedora da Apple, somou 529 bilhões de wons (US$ 449,36 milhões) no trimestre de julho a setembro contra US$ 164 bilhões um ano antes.

Bunge (NYSE: BG)

A Bunge teve resultados mais fortes do que o esperado no terceiro trimestre e elevou sua perspectiva de lucro ajustado para o ano inteiro ontem (27) pela terceira vez em 2021, com a empresa de commodities agrícolas dos EUA se beneficiando do aumento da demanda por alimentos e combustíveis renováveis ​​após o alívio de algumas restrições da pandemia.

Embora os volumes nas unidades importantes de agronegócio e óleos refinados tenham caído, as margens robustas de processamento de oleaginosas impulsionaram os resultados da Bunge.

“Esperamos que as tendências favoráveis dos mercados continuem”, disse o presidente-executivo Greg Heckman. As ações saltaram cerca de 3% no início do pregão. A multinacional norte-americana agora espera que o lucro ajustado para o ano todo seja de pelo menos US$ 11,50 por ação, ante perspectiva anterior de pelo menos US$ 8,50 por ação.

O lucro ajustado do agronegócio, maior segmento da Bunge, cresceu 10% no trimestre, enquanto a crescente demanda por óleos vegetais para a produção de combustíveis renováveis contribuiu para mais do que dobrar o lucro da unidade de óleos refinados e especializados.

(Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: